Política

PSDB tenta direito de resposta no programa do PMDB sobre votação do Mais Médicos

A coligação ‘Novo Tempo’, encabeçada pelo PSDB, tenta três medidas judiciais para corrigir o que chama de propaganda mentirosa sobre votação do candidato tucano ao governo estadual, deputado federal Reinaldo Azambuja, da medida provisória que criou o Programa Mais Médicos. O deputado estadual Márcio Monteiro e o presidente regional do PSDB, Carlos Alberto Assis, convocaram […]

Arquivo Publicado em 28/08/2014, às 18h13

None
176599858.jpg

A coligação ‘Novo Tempo’, encabeçada pelo PSDB, tenta três medidas judiciais para corrigir o que chama de propaganda mentirosa sobre votação do candidato tucano ao governo estadual, deputado federal Reinaldo Azambuja, da medida provisória que criou o Programa Mais Médicos.

O deputado estadual Márcio Monteiro e o presidente regional do PSDB, Carlos Alberto Assis, convocaram a imprensa para falar sobre o caso na tarde desta quinta-feira (28). “Para que os eleitores não sejam enganados pela política mentirosa corriqueira de alguns partidos”, cutucou o parlamentar tucano.

A campanha do candidato do PMDB à sucessão, Nelsinho Trad, veiculou vídeo no qual afirma, entre outras coisas, que Reinaldo votou contra o Mais Médicos. A atitude, conforme ventilam os peemedebistas, prejudica a saúde pública.

Monteiro, a exemplo do que já fizeram horas antes o próprio candidato tucano e sua vice na chapa, a vereadora Professora Rose, reafirmou que Reinaldo votou junto com a bancada do PSDB na Câmara dos Deputados e em favor do Mais Médicos.

A votação contrária, conforme as mesmas fontes, foi com relação a dois artigos da Medida Provisória do Mais Médicos, que dizem respeito a residentes. Neste caso, o candidato tucano também acompanhou entendimento da bancada do PSDB.

Agora, a coligação de Reinaldo acionou o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) para conseguir, dentro do tempo de programa eleitoral gratuito do PMDB, direito de resposta e “as medidas cabíveis” sobre o caso. Nesta quinta, o PSDB também acionou o Judiciário em relação ao programa do PMDB exibido na noite anterior, também sobre o mesmo tema, segundo Monteiro.

Jornal Midiamax