Política

Presidente Nacional da legenda diz que Solidariedade fará ‘o que Puccinelli quiser’ em MS

O Presidente Nacional do Solidariedade (SDD) se reuniu na manhã desta quinta-feira (13) com o governador André Puccinelli (PMDB) para declarar apoio ao partido. Segundo o presidente, o PMDB foi quem deu força na organização final do partido no Estado. Como parte da força sindical é historicamente petista, Paulinho admite que haverá grandes disputas neste […]

Arquivo Publicado em 13/02/2014, às 12h40

None
1976961095.jpg

O Presidente Nacional do Solidariedade (SDD) se reuniu na manhã desta quinta-feira (13) com o governador André Puccinelli (PMDB) para declarar apoio ao partido. Segundo o presidente, o PMDB foi quem deu força na organização final do partido no Estado.

Como parte da força sindical é historicamente petista, Paulinho admite que haverá grandes disputas neste ano. “A Dilma abandonou a força sindical, o pequeno agricultor. Qual é a vantagem do PT no governo?”, questionou.

Nas eleições desse ano, o presidente nacional afirmou que em Mato Grosso do Sul, o SDD “vai fazer o que o Puccinelli quiser”. Ao todo, o partido conta com um senador, 24 deputados federais, 82 deputados estaduais, 204 prefeitos e 3.500 vereadores pelo Brasil.

Jornal Midiamax