Política

Pré-candidato critica polarização PT-PMDB e propõem mutirões de Saúde e mais policiais nas ruas

O pré-candidato ao governo do Estado pelo PSDB, Reinaldo Azambuja, criticou em entrevista à Rádio Comunitária FM Moreninhas 106,3, a polarização em Mato Grosso do Sul dos governos do PT e do PMDB e se reafirmou como a mudança para o Estado. “Essa polarização existe há 20 anos. Estou propondo um novo projeto contra a […]

Arquivo Publicado em 21/06/2014, às 13h04

None
952652226.jpg

O pré-candidato ao governo do Estado pelo PSDB, Reinaldo Azambuja, criticou em entrevista à Rádio Comunitária FM Moreninhas 106,3, a polarização em Mato Grosso do Sul dos governos do PT e do PMDB e se reafirmou como a mudança para o Estado.

“Essa polarização existe há 20 anos. Estou propondo um novo projeto contra a polarização. Em minha opinião está na hora de dar um basta nisso”, afirmou Reinaldo.

Os ouvintes do programa em que Reinaldo concedeu a entrevista questionaram sobre as propostas de governo do PSB para as pastas de Segurança Pública e Saúde. Reinaldo disse que o planejamento foi feito após o partido ouvir mais de 200 mil pessoas nos 79 municípios do Estado a partir do levantamento do Pensando MS.

“Propusemos aumentar o efetivo policial nas ruas. Tivemos a polícia do Zeca [do PT, ex-governador] e a polícia do André [ Puccinelli – atual governador]. Agora temos que ter a polícia da população. O que coíbe a violência é ter polícia na rua”, ressaltou o parlamentar.

Para a Saúde, o tucano propôs mutirões de cirurgias eletivas. “Temos que fazer parcerias com os médicos para estes mutirões. Antes de construir e investir em obras é necessário fazer o atendimento às pessoas como prioridade”, finalizou Reinaldo.

Jornal Midiamax