Política

‘Não vamos conseguir ajustar tudo’, diz Puccinelli sobre reivindicações dos servidores

“Não vamos conseguir ajustar tudo, vão ficar algumas coisas para trás”, disse na manhã desta quinta-feira o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, ao comentar os 16 projetos sobre adequações aos servidores públicos encaminhados à Assembleia Legislativa esta semana. As matérias têm de ser votadas até o início de abril, por conta do […]

Arquivo Publicado em 26/03/2014, às 12h40

None
1960595331.jpg

“Não vamos conseguir ajustar tudo, vão ficar algumas coisas para trás”, disse na manhã desta quinta-feira o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, ao comentar os 16 projetos sobre adequações aos servidores públicos encaminhados à Assembleia Legislativa esta semana. As matérias têm de ser votadas até o início de abril, por conta do processo eleitoral deste ano.

Na quarta-feira (25), o advogado Carlos Roberto de Marchi, representando o governo do Estado, passou o dia na Assembleia Legislativa conversando com parlamentares e representantes de diversas categorias. Entre os 16 projetos apresentados está o que concede reposição salarial de 6% ao funcionalismo.

Para Puccinelli, as matérias envolvendo os servidores estaduais não prejudicaram seu sucessor no governo. “Fiz esses projetos pensando que, caso continuasse governador, conseguir honrar esses compromissos”, comentou o chefe do Executivo, após participar da entrega de placa de certificação de Centro de Referência do Método Canguru ao Hospital Regional, em Campo Grande.

Jornal Midiamax