Política

‘Muita coisa ainda precisa ser esclarecida’, diz Olarte sobre ‘herança’ de Bernal

Próximo de completar um mês à frente da administração municipal, após Alcides Bernal ter sido cassado por improbidade administrativa, Olarte, prefeito fala que "levantamentos serão contínuos"

Arquivo Publicado em 07/04/2014, às 12h27

None
1171893298.jpg

Próximo de completar um mês à frente da administração municipal, após Alcides Bernal ter sido cassado por improbidade administrativa, Olarte, prefeito fala que “levantamentos serão contínuos”

“Muitas coisas ainda precisam ser esclarecidas”, disse na manhã desta segunda-feira o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte, sobre a herança deixada pelo antecessor, Alcides Bernal, cassado no dia 12 de março. Segundo o novo chefe do executivo, que no próximo domingo (13) completa um mês à frente do cargo, o acompanhamento sobre a situação administrativa da prefeitura será permanente.

“Os levantamentos (sobre a situação da prefeitura) serão contínuos”, destacou.
Olarte citou como exemplo um aparelho de ultrassonografia encontrado, ainda na caixa, em uma “sala da assistência social”.

No dia 24 de março, o prefeito divulgou um relatório apontando “indícios de irregularidades” por parte do antecessor, somando prejuízo estimado em R$ 193 milhões ao município, segundo as contas oficiais.

Nesta manhã, o prefeito participa de atividades referentes do Dia Mundial da Saúde, na Praça Ary Coelho. Uma das prioridades demonstradas por Olarte tem sido garantir, via governo federal, que verbas não deixem de ser repassadas por conta de erros, atrasos ou inoperância da administração passada.

Jornal Midiamax