Política

Funcionário da Câmara tenta na Prefeitura intimar Bernal sobre nova votação da cassação

O assistente administrativo da Câmara, Gustavo Menezes, está no gabinete do prefeito Alcides Bernal na tarde desta sexta-feira (7) tentando entregar a intimação para que o líder do executivo municipal compareça a Casa de leis para votação do relatório da comissão processante, que pode indicar a cassação do mandato de prefeito. Os vereadores não podem […]

Arquivo Publicado em 07/03/2014, às 19h11

None
579522355.jpg

O assistente administrativo da Câmara, Gustavo Menezes, está no gabinete do prefeito Alcides Bernal na tarde desta sexta-feira (7) tentando entregar a intimação para que o líder do executivo municipal compareça a Casa de leis para votação do relatório da comissão processante, que pode indicar a cassação do mandato de prefeito.


Os vereadores não podem marcar uma nova data para que a votação prossiga sem que antes o prefeito receba a intimação pessoalmente para que tenha tempo de apresentar a defesa. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu o direito aos vereadores de continuarem com a sessão de votação. 


Segundo os vereadores, o prefeito estaria se recusando a receber a intimação, mas a assessoria de comunicação da prefeitura informou que o prefeito não está no gabinete. O assistente e mais dois funcionários esperam pelo prefeito há uma hora e meia.


O prefeito estaria viajando para o interior e só poderá ser encontrado na cidade na segunda-feira (10). De acordo com a assessoria, essa informação foi repassada ao funcionário pela secretária do prefeito.


Bernal terá duas horas para se defender das acusações de irregularidades administrativas apontadas pela Comissão. Na última sessão de julgamento, que foi cancelada por decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, o prefeito enviou a defesa por escrito, que nem chegou a ser lida.


(Matéria editada às 16h22 para correção de informações).



Jornal Midiamax