Política

Delcídio, Puccinelli e Giroto já foram a Brasília buscar R$ 390 milhões para mesma rodovia

O governador André Puccinelli esteve nesta quarta-feira (26) em Brasília, onde apresentou projetos do PAC 3 em Mato Grosso do Sul para a ministra do Planejamento Miriam Belchior. Entre eles, o da pavimentação da BR-419, com construção de túneis para a travessia de animais e alambrados. A obra é a que mais tem empenho da […]

Arquivo Publicado em 27/02/2014, às 11h02

None
810654887.jpg

O governador André Puccinelli esteve nesta quarta-feira (26) em Brasília, onde apresentou projetos do PAC 3 em Mato Grosso do Sul para a ministra do Planejamento Miriam Belchior. Entre eles, o da pavimentação da BR-419, com construção de túneis para a travessia de animais e alambrados.

A obra é a que mais tem empenho da bancada do Estado e tem previsão de custo de mais de R$ 390 milhões. No último dia 20, foi a vez de Edson Giroto, secretário de Obras do Estado, visitar o ministro dos Transportes César Borges para falar sobre a rodovia.

Na ocasião, Puccinelli também foi à reunião. Ainda ontem, o senador Delcídio do Amaral também procurou o ministro dos Transportes para falar sobre a mesma rodovia.

Só o projeto executivo da obra custou R$ 10 milhões e foi bancado integralmente pelo governo do Estado. A União exige o projeto executivo, que traz todos os detalhamentos, para injetar recursos federais.

No dia 20, Giroto declarou que Mato Grosso do Sul procurou o ministério para “implorar mais uma vez os recursos”. A MS-419 atravessa o Pantanal, ligando a região Sudoeste à região Norte de Mato Grosso do Sul

Eleições

No ano passado, durante o Encontro Estadual de Prefeitos e Prefeitas de Mato Grosso do Sul com Órgãos Federais, realizado na Associação de Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), Puccinelli chegou a condicionar a candidatura de Delcídio neste ano à conquista de investimentos para a BR-419.

Durante a quarta-feira, lideranças locais chegaram a falar que, das reuniões em Brasília, sairiam definições para a disputa pelo governo do Estado em 2014.

Delcídio declarou que iria “mexer como, como já está mexendo”, para conseguir recursos para a obra e declarou: “Se eu conseguir o apoio para obra, estou eleito, pelo jeito”.

Jornal Midiamax