Política

Vereadores trocam apelidos na luta entre base e oposição a Bernal na Câmara

Os vereadores Alex do PT e Chiquinho Telles (PSD) protagonizaram novo barraco na imensa lista de brigas entre oposição e base de sustentação do prefeito Alcides Bernal (PP) na Câmara de Campo Grande. Tudo começou quando o vereador Coringa (PSD) ocupou a tribuna para cobrar a convocação de guardas aprovados em concurso e que não […]

Arquivo Publicado em 04/12/2013, às 15h32

None
837049190.jpg

Os vereadores Alex do PT e Chiquinho Telles (PSD) protagonizaram novo barraco na imensa lista de brigas entre oposição e base de sustentação do prefeito Alcides Bernal (PP) na Câmara de Campo Grande. Tudo começou quando o vereador Coringa (PSD) ocupou a tribuna para cobrar a convocação de guardas aprovados em concurso e que não foram chamados, correndo o risco de ficarem sem a vaga.

O vereador Chiquinho Telles parabenizou Coringa e cobrou atitude de Alex, embora já “soubesse” a justificativa que ele daria. Alex do PT não gostou da brincadeira e chamou Chiquinho de “Chiquinha Diná”, em referência a famosa vidente “Mãe Diná”.

Chiquinho Telles rebateu Alex, dizendo que não precisava ser “Mãe Diná” para dizer qual a justificativa seria dada pelo vereador. Na onda dos apelidos, ele comparou Alex a um personagem famoso por contar mentiras. “Como você não resolve, me deu o direito de chamá-lo de ‘Alex Pinóquio’. Você falou, falou e nada aconteceu”, criticou.

Após a troca de apelidos, Alex voltou ao microfone da Câmara para pedir desculpas. Ele afirmou que rebateu de maneira mais veemente porque não avaliou a crítica como construtiva. “Se me excedi e fui apelativo, eu retiro. Mas a sua crítica foi em referência ao meu trabalho”, declarou. Chiquinho também pediu a palavra e retirou a denominação “Pinóquio” do discurso.

Jornal Midiamax