Política

Vereadores aprovam por unanimidade 1% para cultura em Campo Grande

Os vereadores aprovaram em sessão na manhã desta terça-feira (3) a emenda a Lei Orgânica de Campo Grande que prevê 1% para a cultura da cidade. Os 24 vereadores que estavam na sessão votaram a favor da proposta. Agora é preciso que a verba seja regulamentada pelo prefeito Alcides Bernal. A questão a ser definida […]

Arquivo Publicado em 03/12/2013, às 16h31

None
367106092.jpg

Os vereadores aprovaram em sessão na manhã desta terça-feira (3) a emenda a Lei Orgânica de Campo Grande que prevê 1% para a cultura da cidade. Os 24 vereadores que estavam na sessão votaram a favor da proposta.


Agora é preciso que a verba seja regulamentada pelo prefeito Alcides Bernal. A questão a ser definida pelo prefeito é de onde virá o dinheiro. Atualmente R$ 1,7 milhões são destinados à Cultura.


Se for considerada apenas a receita do ISS e IPTU o valor subirá para cerca de R$ 10 milhões. Caso o dinheiro seja descontado de toda a receita da cidade o valor pode subir para  até R$ 26 milhões.


O projeto é de autoria da vereadora Luiza Ribeiro (PPS) e Eduardo Romero (PT do B). O vereador disse que há muito tempo sociedade reivindica esse reconhecimento da Cultura da cidade . “Que a Cultura não seja tratada mais como perfumaria e algo que receba dinheiro quando der ou puder. Artistas querem aplauso sim, mas também precisam sustentar a família”, comentou.


Coringa (PSD) lembrou que os artistas de fora recebem muito dinheiro para se apresentar em Campo Grande e os locais pouco por causa da verba destinada. A vereadora Rose Modesto (PSDB) lembrou que ano passado nada aconteceu, mas dessa que este ano o projeto foi amarrado do ponto de vista técnico e pode ser votado.


Para Paulo Pedra (PDT) a preocupação maior com a Cultura precisa acontecer. “Visitei Rio Branco e vi muitos pontos de cultura por lá, coisa que não tem em Campo Grande. Espero que a realidade mude”.

Jornal Midiamax