Política

Vereadores acusam Bernal de montar exército via Facebook e convocam secretário

Mário César (PMDB) apontou Alcides Bernal como montador de um exército no Facebook para atacar a imagem do legislativo. Declarações de uma assessora de comunicação da Prefeitura foi estopim de nova crise.

Arquivo Publicado em 18/12/2013, às 15h40

None
463695483.jpg

Mário César (PMDB) apontou Alcides Bernal como montador de um exército no Facebook para atacar a imagem do legislativo. Declarações de uma assessora de comunicação da Prefeitura foi estopim de nova crise.

Presidente da Câmara de Campo Grande, o vereador Mário César (PMDB) apontou o prefeito Alcides Bernal na manhã desta quarta-feira (18) como montador de um exército via Facebook para denegrir a imagem da Casa de Leis após as declarações feitas por uma assessora de comunicação via internet.


Funcionária pública nomeada por Bernal, Márcia Scherer teria postado no Facebook a seguinte frase: “falaram: ou você dá o dinheiro, ou você não vai governar. Nós vamos bagunçar seu orçamento e nós vamos tentar te afastar de todas as formas”, diz o prefeito. “Eu resolvi não dar. Eu prefiro ser cassado do que implementar a corrupção que era antes aqui, que acontece no Brasil todo”.


A declaração causou mal estar e a vereadora Carla Stephanini (PMDB) solicitou a convocação de Bernal à Casa de Leis para dar explicações sobre a declaração da funcionária. A convocação da vereadora é baseada no Artigo 25 da Lei orgânica Municipal, que prevê a ida de algum secretário mediante pedido escrito da Câmara para esclarecimentos em até 15 dias.


Mário César relembrou de um episódio em que o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, foi convocado para prestar esclarecimentos e disse que este é um procedimento comum.


Porém, após ponderar os vereadores decidiram convocar o Secretário de Governo, Pedro Chaves, para esclarecer os motivos pelos quais o líder do executivo municipal estaria usando a rede social para denegrir a imagem da Câmara.


O vereador Airton Saraiva (DEM) acredita que a postagem da funcionária foi feita a mando do prefeito. “Ela falou que não sabia de nada e que não é mandada pelo prefeito. Não acredito”.


Elizeu Dionizio (SDD) disse que há o “mentiroso e agora a mentirosinha”, referindo-se a Bernal e a assessora.  “Ela não viu, não fez, nunca escreveu nada. Foi um fantasminha quem postou para ela e se o prefeito mente, ela aprendeu igualzinho com ele”.


Jornal Midiamax