Política

Puccinelli nomeia delegado aposentado apontado como funcionário fantasma de Nelsinho

Nomeado nesta segunda-feira (4) pelo governador André Puccinelli o delegado aposentado Pedro Antonio Pegolo, apontado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul como funcionário fantasma na gestão do ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho. Segundo a publicação do Diário Oficial do Estado, Pegolo exercerá cargo em comissão de Direção Superior e […]

Arquivo Publicado em 04/11/2013, às 13h59

None
152947537.jpg

Nomeado nesta segunda-feira (4) pelo governador André Puccinelli o delegado aposentado Pedro Antonio Pegolo, apontado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul como funcionário fantasma na gestão do ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho.


Segundo a publicação do Diário Oficial do Estado, Pegolo exercerá cargo em comissão de Direção Superior e Assessoramento, símbolo DGA-1, na Secretaria de Estado de Governo.


A publicação tem efeito a partir do dia 1° de novembro. Em denúncia registrada em dezembro de 2012 pela promotora substituta da 29ª Promotoria de Justiça de Campo Grande, Paula da Silva Santos Volpe, o delegado aposentado aparece como funcionário fantasma.


A denúncia frisa alguns nomes de pessoas que recebiam salários sem comparecer efetivamente ao local de trabalho. Na lista dos ‘fantasmas’ constam o nome do advogado Heleno Amorim, do delgado aposentado Pedro Antonio Pegolo, Bruno Rosali e Antonio Joaquim Leite.


Pelo símbolo DGA-1, O delegado aposentado recebe salário de R$5.116,66 e até 60% de adicional, podendo chegar a R$ 8.186,66. Pedro Antonio é tesoureiro no Diretório Municipal do PMDB.

Jornal Midiamax