Inicialmente o vereador do PMDB negou que tivesse indicado Lilian Maksoud, mas após Midiamax descobrir que o marido dela foi cedido pelo prefeito para o gabinete de Siufi, ele admitiu que é primo da nova diretora do IMPCG.

Apesar de continuar dizendo que não teve influência na nomeação de Lillian Maksoud Gonçalves para ser Diretora-Presidente do IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande), feita pelo prefeito Alcides Bernal nesta quarta-feira (11), o vereador Paulo Siufi (PMDB) admitiu que a médica é prima dele e do ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho.

“É nossa prima, mas trabalhei com ela, fiz sala de parto e temos amizade além disso. Fico feliz com a indicação, é um excelente nome, mas ela seguirá as recomendações do prefeito”, garantiu.

A cedência do marido de Lillian, Mario Marcio Orro Gonçalves para o gabinete de Siufi hoje, no mesmo dia da nomeação não passaria de coincidência, segundo o vereador.

“Pedi a cedência desde o início do ano e saiu justo hoje, junto com a nomeação”, comentou.

Base?

A nomeação da prima do vereador e do ex-prefeito por Bernal, porém, não seria indicação de uma aproximação de Siufi com a base do prefeito. “Continuo tendo a minha posição a favor de Campo Grande. Caso o prefeito não comprove por documentos que o que foi relatado na CPI não é verdade, não tenho como votar diferente e não cassá-lo”, disse.

Siufi negou que tenha participado de avalizar o nome como o vereador Jamal (PR). “Mas se é possível avalizar depois da nomeação, eu avalizo, com certeza. Ela é competente”, terminou.