Política

Presidentes do PMDB se reúnem para discutir ‘posição individualizada’ de vereador

O presidente regional do PMDB, deputado estadual Junior Mochi, declarou que tem uma reunião marcada com a presidente do diretório municipal, vereadora Carla Stefenini na tarde desta terça-feira (3) para discutir a posição individualizada que o vereador Paulo Siufi (PMDB) tem tomado, em contraponto as orientações do partido. A conversa esta marcada para as 13h30, […]

Arquivo Publicado em 03/12/2013, às 16h15

None

O presidente regional do PMDB, deputado estadual Junior Mochi, declarou que tem uma reunião marcada com a presidente do diretório municipal, vereadora Carla Stefenini na tarde desta terça-feira (3) para discutir a posição individualizada que o vereador Paulo Siufi (PMDB) tem tomado, em contraponto as orientações do partido. A conversa esta marcada para as 13h30, no diretório municipal.

Segundo Mochi, ele ainda não conversou com Siufi, mas gostaria de ouvir do vereador, ou pleo menos da presidente Stefanini, se Siufi pretende mudar seu posicionamento e se tornar base do prefeito Alcides Bernal (PP) na câmara.

“Falei com ela (Stefanini) de manhã. Tem ata assinada pelos PMDB, que todos votam junto, todos unidos. Ontem teve reunião, mas esse assunto não chegou a ser discutido. Como ainda não ouvi nenhum dos dois, não posso emitir parecer”, explicou.

Além disso, Mochi confirmou que a conversa passa sobre a participação de Siufi em reunião com Delcídio Amaral (PT), na noite desta segunda-feira (2), em Campo Grande. Para o presidente do PMDB, ninguém é impedido de tomar qualquer atitude, mas um partido rpecisa de orientação.

“Eu só acho que ou agimos de forma coletiva e unida, ou daqui a pouco não precisaremos ter bloco político, partido, porque tem que ter orientação, pra isso que existe partido político, por vontade, comunhão de pensamento. A hora que cada um começar a tomar posição individualizada o partido, se quer se manter unido, tem que tomar providência: ou o cidadão sai ou se licencia”, disparou.

A declaração de Siufi sobre u possível apoio a Bernal e a participação na reunião de Pedro Chaves e Delcídio expõe novamente o racha dentro do PMDB. Isso porque, Siufi é do mesmo partido que o candidato derrotado por Bernal foi na época da eleição, Edson Giroto, e ainda é primo do secretário Nelsinho Trad (PMDB), pré-candidato ao governo do Estado pelo PMDB e principal opositor de Delcídio nas urnas em 2014.

Jornal Midiamax