Política

PMDB sofre outra derrota e Douglas Figueiredo é o novo presidente da Assomasul

Douglas recebeu o apoio do PT e do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal. Já Waldeli ganhou a preferência do senador Waldemir Moka (PMDB) e de outros caciques do PMDB

Arquivo Publicado em 22/01/2013, às 19h57

None
254006118.jpg

Douglas recebeu o apoio do PT e do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal. Já Waldeli ganhou a preferência do senador Waldemir Moka (PMDB) e de outros caciques do PMDB

O prefeito de Anastácio, Douglas Figueiredo (PSDB), foi eleito presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul). Ele venceu o candidato apoiado pelo PMDB, prefeito de Costa Rica, Waldeli Rosa (PR), por 47 votos a 31. Entre os 79 prefeitos, um preferiu votar em branco.

Os candidatos prometeram que a disputa não teria envolvimento partidário, mas na prática não foi o que se viu. A eleição foi prestigiada por várias lideranças, incluindo deputados estaduais, federais e até assessores que representaram lideranças como o senador Waldemir Moka (PMDB) e o senador Delcídio Amaral (PT). Douglas recebeu o apoio do PT e do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP). Já Waldeli ganhou a preferência do senador Waldemir Moka (PMDB) e outros caciques do PMDB.

A derrota de Waldeli revela novo fracasso do PMDB e do governador André Puccinelli (PMDB), que depois da eleição em Campo Grande, na derrota de Edson Giroto (PMDB) para Bernal, também perdeu na disputa para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS), onde o candidato do governador, Marco Túlio, perdeu para o adversário, Júlio César.

O último prefeito a votar foi Ilson Peres (PSDB), presidente da Câmara que assumiu o cargo interinamente em Sidrolândia. A eleição teve 100% de participação dos prefeitos, com 79 eleitores. Na última vez que a Associação passou por disputa de chapas 90%, 70 dos 77 prefeitos, votaram. A posse do novo presidente está marcada para o dia 31 de janeiro.

Na comemoração, Douglas afastou disputa partidária e pediu a união de forças em prol dos municípios. “Vamos virar a página e ir para frente”, comentou. Ele ainda afastou ser o candidato da oposição e negou relação com 2014, quando PMDB e PT devem repetir confronto pelo Governo do Estado.

“Se o senador Waldemir Moka (PMDB) apoiou o Valdeli é porque são amigos pessoais”, amenizou. Logo após saber o resultado, Douglas recebeu a ligação do senador Delcídío do Amaral (PT) e do deputado federal Vander Loubet (PT).

Orçamento

O atual presidente da Assomasul, Jocelito Krug (PMDB), revelou que encerra a gestão com R$ 400 mil, o que significa dois meses de arrecadação da entidade, que segundo ele, arrecada, aproximadamente, R$ 200 mil mensais de contribuição dos municípios. O município de Campo Grande é o maior contribuinte, com doação de R$ 15,6 mil. Já o município de Japorã é o que menos contribui, com doação de R$ 1,1 mil mensais.

O primeiro presidente da Assomasul foi o prefeito de Naviraí, Ronaldo Almeida Cançado. Ele foi eleito em 1982. Desde então, prefeitos de 14 municípios passaram pela presidência, com pouca repetição de municípios. Com a eleição de Douglas, Anastácio é o município que mais elegeu presidentes, três no total, seguido por Amambai, Maracaju e Jateí, todos com dois presidentes.

Chapa


A chapa de Douglas Figueiredo é composta pelos prefeitos: Humberto Amaducci (Mundo Novo, 1º vice-presidente), Alcides Bernal (Campo Grande, 2º vice-presidente), Paulo Duarte (Corumbá, Secretário-geral), Pedro Caravina (Bataguassu, 1º secretário), Heitor Miranda (Porto Murtinho, 2º secretário), Juvenal de Assunção Neto (Nova Alvorada do do Sul, Tesoureiro-Geral), Vanderlei Bispo (Japorã, 2º Tesoureiro-Geral), Juliana Pereira de Almeida (Miranda, Diretora de Relações Públicas), Ludimar Novais (Ponta Porã, Diretor de Assistência Municipalista), Mário Kruger (Rio Verde de MT, Diretor de Patrimônio), Marcelo Henrique de Melo (Jardim, Diretor de Saúde), Marta Araújo (Eldorado, Diretora de Cultura), José Domingues Ramos (Ribas do Rio Pardo, Diretor Esportivo), Manoel Santos Viais (Caracol, Conselho Fiscal), Roberto Almeida (Conselho Fiscal), Maria das Dores de Oliveira Viana (Deodápolis, Conselho Fiscal), Selso Luiz Lozano Rodrigues (Antonio João, suplente Conselho Fiscal), Isabel Cristina Rodrigues (Juti, suplente do Conselho Fiscal), Jorge Justino Diogo (Brasilândia, suplente do Conselho Fiscal).


(Matéria editada às 17h22 para acréscimo de informações)

Jornal Midiamax