Política

Novo secretário de Alcides Bernal diz que assumiu com promessa de ‘autonomia total’

Suplente do senador Delcídio do Amaral (PT), e cunhado do presidente da Assembleia, Jerson Domingos (PMDB), Pedro Chaves anunciou que fará troca de secretários.

Arquivo Publicado em 05/11/2013, às 12h27

None
1469581221.jpg

Suplente do senador Delcídio do Amaral (PT), e cunhado do presidente da Assembleia, Jerson Domingos (PMDB), Pedro Chaves anunciou que fará troca de secretários.

O novo secretário de Governo do prefeito Alcides Bernal (PP), Pedro Chaves, promete um choque de gestão para retirar a administração da crise que se encontra. Ele explicou que na agenda de trabalhos à frente da secretaria está a troca dos secretários que não se encaixem no novo momento da administração.

“ Vamos fazer um choque de gestão e temos muita coisa para realizar. A troca de secretários está prevista na agenda. Vamos analisar o perfil deles para ver se encaixam neste novo momento que vivemos. A decisão de mudar será pessoal, mas ele estará sensível a todas as opiniões nossas”, garantiu.

Pedro Chaves definiu como “extremamente agradável” a missão que assumiu para contornar a grave crise que a administração enfrenta, com processo de cassação na Câmara. Ele justificou que a missão é agradável porque tem como meta colocar Campo Grande acima dos problemas pessoas, trazendo a compreensão de que é preciso que todos tenham um objetivo comum.

Suplente do senador Delcídio do Amaral (PT), Pedro Chaves explica que assumiu o cargo depois que o prefeito lhe garantiu autonomia total para articular questões políticas e, a quatro mãos, resolver os problemas que fazem a administração patinar, principalmente na Câmara.

O novo secretário conta que o senador Delcídio do Amaral se mostrou reticente no início, mas depois entendeu que o prefeito teve a grandeza de abrir as portas e mostrar que quer o bem de Campo Grande, embora não tenha sido compreendido por algumas pessoas.

Pelo Facebook, Delcídio deixou claro que manifestou as preocupações com o fato dele assumir o cargo, mas desejou sorte. “Ele é suficientemente experiente para avaliar as dificuldades que enfrentará. Espero que tenha tomado a decisão certa e que Deus o abençoe nessa nova caminhada”, postou.

Jornal Midiamax