Política

Na Câmara, Bernal diz que assumiu prefeitura com dívida de R$ 300 mil e ‘sucateada’

Segundo o prefeito, os problemas comprometem o bem-estar da população.

Arquivo Publicado em 19/02/2013, às 14h53

None
100875543.jpg

Segundo o prefeito, os problemas comprometem o bem-estar da população.

O prefeito Alcides Bernal (PP) discursou nesta manhã de terça-feira (19), durante a primeira sessão do ano da Câmara Municipal de Campo Grande. O prefeito fez um balanço dos seus 48 dias à frente da prefeitura. Por meio de mensagem, ele resumiu suas principais ações, os problemas enfrentados quando assumiu a gestão, e quais são as perspectivas de governo.

“É com grande emoção que volto à Câmara, onde percorri meus primeiros passos na vida política. Percebi que poderia fazer muito mais pelas pessoas, pessoalmente, para os mais humildes, que dependem do poder público”, disse.

Apesar de elogiar a cidade, dizendo que o povo é trabalhador, Bernal destacou que nos primeiros dias em que assumiu a prefeitura encontrou problemas que comprometem o bem-estar da população.

Problemas

“Encontrei secretarias em que não havia diálogo e a situação financeira estava bem complicada”, destacou. Ao contrário do que o Nelsinho disse, que deixou verba de R$ 220 milhões no caixa, Bernal contou que só em dezembro, a prefeitura pagou R$ 400 milhões para contratos e fornecedores. O prefeito concluiu dizendo que assumiu a gestão com R$ 300 mil em débitos.

“Para alguns, os problemas são mascarados. Muitos problemas graves foram escondidos durante anos. Mas hoje, é necessário encarar a situação de frente, sem bandeira partidária, porque cada um tem sua responsabilidade”, destacou o prefeito.

No discurso, Bernal revelou que também encontrou prédios, equipamentos e veículos sucateados, e destacou a questão da saúde. “Deparei-me com a epidemia da dengue, que afeta toda a população, sem distinção de classe social. A cidade estava cheia de obras inacabadas e causando transtornos. Os serviços de limpeza, carpinagem, todos atrasados”, disse.

Realizações

Bernal contou que mesmo com pouco tempo de gestão, já fez muitas ações, como o mutirão da dengue, implantação de reforço médico nas UBS´s (Unidades Básicas de Saúde), destacou a organização do carnaval e serviços de limpeza.

“O programa saúde móvel, foi inclusive elogiado pela presidenta Dilma, em que uma unidade móvel disponibiliza cerca de onze médicos à população. Estamos trabalhando bastante, revendo licitações. Ao contrário de algumas falácias, as crianças foram bem recebidas com o início do ano letivo”, disse.

Ele enfatizou que solucionou o problema de 22 escolas, chamando pessoas concursadas para trabalhar. Também contou que em poucos dias de atuação, está feliz por ter sido recebido pela presidenta do Brasil, Dilma Rousseff e pelo Ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro.

Investimentos

Bernal destacou que o encontro com Dilma possibilitou a confirmação dos R$ 180 milhões destinados ao PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) da Mobilidade Urbana.

“Recentemente, me reuni com ministro das cidades, Aguinaldo, e tenho a alegria de dizer que Campo Grande irá receber R$ 300 milhões para investimento em asfalto”, concluiu, ao destacar que as perspectivas para Campo Grande são positivas.


Jornal Midiamax