Política

Juliana Zorzo tem que decidir se ‘muda de lado’ e apoia Bernal para continuar no PSC

Única vereadora do PSC na Câmara Municipal, Juliana Zorzo, irá decidir se aceita mudar de lado ou não. Ela será consultada pelo partido sobre o interesse em apoiar o prefeito Alcides Bernal (PP), uma vez que o diretório da legenda não quer um conflito de diálogo entre o novo secretário municipal de Governo e a parlamentar. […]

Arquivo Publicado em 05/11/2013, às 00h29

None
939857225.jpg

Única vereadora do PSC na Câmara Municipal, Juliana Zorzo, irá decidir se aceita mudar de lado ou não. Ela será consultada pelo partido sobre o interesse em apoiar o prefeito Alcides Bernal (PP), uma vez que o diretório da legenda não quer um conflito de diálogo entre o novo secretário municipal de Governo e a parlamentar. Nos primeiros dez meses de mandato ela nega que tenha feito oposição e se diz neutra.

“Até perguntei para o professor Pedro Chaves porque ele não esperou a reunião do nosso partido para comunicar o prefeito sobre a sua decisão. Ele me disse que falou por ele, que foi uma decisão pessoal e que agora aguarda o apoio do partido, inclusive na Câmara. Agora tentaremos falar com a Juliana para saber se ela tomará o mesmo caminho pois não há sentido em um apoiar e ela fazer oposição”, diz o presidente do diretório municipal do PSC, José Roberto Gomes.

De acordo com o presidente, o PSC entende a decisão de Pedro Chaves em colaborar com a gestão municipal, já que o senador Delcídio do Amaral (PT), do qual ele é 1º Suplente, sempre foi solidário ao prefeito.

“Se o Delcídio, que é um político inteligente, não vê problema com o professor Pedro ser o secretário de Governo, não podemos ver o contrário. O nosso partido faz parte do projeto político do senador que realiza um grande trabalho pelo Estado. Apoiamos o Delcídio e temos um compromisso maior com ele para 2014, independente de não ter sido até agora da basea aliada do prefeito”, relata José Roberto Gomes.

Nas próximas horas a cúpula do PSC irá se reunir com a vereadora Juliana Zorzo para evitar um racha no partido com a decisão pessoal de Pedro Chaves. A parlamentar, que não se julga uma oposicionista da gestão de Bernal, votou pela abertura da comissão processante contra o prefeito.

“Trabalho no meu mandato de uma forma independente com críticas construtivas ao prefeito. Votei pela abertura da comissão pois acredito que se existem suspeitas cabe a investigação da irregularidade. Preferia que para aceitar esse convite do prefeito ele deveria ter consultado em uma reunião do partido. Hoje discutiremos no partido isso”, fala Juliana Zorzo, que diz sempre informar PSC de suas decisões antecipadamente.

Jornal Midiamax