Política

Chadid: Rocha diz que aliança do PSDB com Bernal não está condicionada à demissão

O vereador João Rocha (PSDB) negou que o PSDB tenha dado como condição para a volta à base do prefeito a saída de José Chadid da secretaria de Educação. Chadid foi expulso do partido por participar da administração sem autorização. Dividido entre o cargo e o partido, ele ficou com cargo e continuou com Bernal. […]

Arquivo Publicado em 04/11/2013, às 16h36

None
1620506187.jpg

O vereador João Rocha (PSDB) negou que o PSDB tenha dado como condição para a volta à base do prefeito a saída de José Chadid da secretaria de Educação. Chadid foi expulso do partido por participar da administração sem autorização. Dividido entre o cargo e o partido, ele ficou com cargo e continuou com Bernal. Porém, diante da possibilidade do prefeito ter o PSDB de volta, já há rumores de que este acordo custaria a “cabeça” do secretário.

Articulador de Bernal na luta contra a comissão processante, o vereador João Rocha nega que o partido esteja condicionando a volta à saída do ex-filiado. “O PSDB é ligado a Educação, mas não significa que vamos pedir a cabeça do Chadid. Nunca colocamos isso. Estão colocando”, afirmou.

João Rocha explica que a prefeitura tem uma estrutura muito grande e que facilita a vida do prefeito nesta busca por aliados. Ele cita como exemplo a vacância no cargo de secretário de Governo, onde já foi citado pelo PT como uma das boas opções.

“Temos várias áreas onde o PSDB pode dar sua contribuição. A própria secretaria de Governo, que interage com todas as outras. É uma pasta estratégica e que dá sustentação ao prefeito e articula com todos”, avaliou.

Apesar de acreditar na ampliação da base de sustentação, o prefeito lembra que tudo depende de Bernal, que tomará a decisão final no tempo dele. “Se fosse no meu tempo, seria durante a comissão de transição. Mas no tempo dele, pode ser no ano que vem, eu não sei. O tempo de decisão é de cada um”, concluiu.

(Título editado às 8h56 de 5/11 para correção)
Jornal Midiamax