Política

Bernal quer R$ 50 mil de indenização por ser chamado de ladrão em sessão da Câmara

O prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) entrou na Justiça no último dia 2 de outubro contra o vereador de Campo Grande, Elizeu Dionízio, por danos morais. Segundo o prefeito, o vereador o teria chamado de ladrão dos cofres públicos. Na ação, Bernal alega que Elizeu teria acusado-o de ser ladrão, em meio a […]

Arquivo Publicado em 06/11/2013, às 18h07

None
1924456300.jpg

O prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) entrou na Justiça no último dia 2 de outubro contra o vereador de Campo Grande, Elizeu Dionízio, por danos morais. Segundo o prefeito, o vereador o teria chamado de ladrão dos cofres públicos.

Na ação, Bernal alega que Elizeu teria acusado-o de ser ladrão, em meio a uma audiência publica na Casa de Leis. O prefeito diz ainda que a situação fica mais grave quando Elizeu o acusa de ser ladrão do cofre da prefeitura, dizendo inclusive que Bernal poderia processá-lo se quisesse.

O advogado do prefeito, Lênio Ben Hur salienta no processo que as ações do vereador são perigosas, uma vez que atribuem ao prefeito a prática criminosa para atingir a honra e a imagem de Bernal, ‘o que acarreta danos de várias naturezas’.

Conforme o andamento do processo 0838418-10.2013.8.12.0001, o prefeito pede uma indenização, como forma de reparação, no valor de R$ 50 mil.

Pelo andamento da ação, o vereador ainda não foi citado.

Jornal Midiamax