Política

Bernal prepara jantar para receber os 29 vereadores de Campo Grande

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), vai realizar ainda nesta semana um jantar para receber os 29 vereadores da Câmara de Campo Grande. O encontro terá como objetivo a aproximação do prefeito com os parlamentares. O encontro aconteceria nesta segunda-feira (18), mas foi adiado para amanhã (19) por conta da posse da presidência […]

Arquivo Publicado em 18/02/2013, às 18h44

None
125931228.jpg

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), vai realizar ainda nesta semana um jantar para receber os 29 vereadores da Câmara de Campo Grande. O encontro terá como objetivo a aproximação do prefeito com os parlamentares.

O encontro aconteceria nesta segunda-feira (18), mas foi adiado para amanhã (19) por conta da posse da presidência da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul. Todavia, a reunião pode ser adiada novamente se o prefeito conseguir confirmar uma reunião com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

“A ideia é propiciar uma aproximação, respeitando posições políticas, mas estabelecendo um grau de civilidade e um relacionamento respeitoso”, explicou o líder do prefeito na Câmara, vereador Alex do PT.

Alex lembra que muita gente apostava no confronto entre o prefeito e a Câmara, o que não deve acontecer. “Diziam que o prefeito não iria dialogar e, ao contrário disso, ele vai conversar com todos, explicando a situação financeira e administrativa para os vereadores”, declarou.

O líder do prefeito garante que vai se empenhar em compor uma base de apoio. Ele entende que é possível governar sem melindrar posição e projeto de quem quer que seja. “Não vamos construir relação em cima de compra. Imaginavam uma coisa e estamos indo por outro caminho. Vamos lutar pela valorização do legislativo”, concluiu.

No fim de semana o prefeito Alcides Bernal se reuniu com os vereadores Paulo Pedra (PDT), Carlão (PSB), Alceu Bueno (PSL) e Edson Shimabukuro (PTB). O encontro foi o primeiro de uma série de outros em busca de aliados para a base de sustentação. O prefeito pretende chegar a 19 aliados. Este número é necessário para garantir, por exemplo, que projetos tramitem em regime de urgência. Para aprovação de um projeto é preciso 15 votos.

Jornal Midiamax