Investigado por irregularidades na administração, o prefeito Alcides Bernal não compareceu à Câmara Municipal para prestar os esclarecimentos, nesta quinta-feira (12). Os vereadores agora vão remarcar o depoimento do chefe do Executivo. A data que está sendo ventilada é segunda-feira, dia 16.

O presidente da comissão, Edil Albuquerque (PMDB), recebeu um telefonema do prefeito nesta manhã. Alcides Bernal afirmou que não poderia prestar o depoimento hoje, mas que gostaria de ir em outra oportunidade.

Relator da Comissão, o vereador Flávio César (PTdoB) disse que o depoimento do prefeito é “imprescindível” para o trabalho de investigação. O procurador jurídico da Câmara, Fernando Pineis, não viu problema em remarcar a oitiva e diz acreditar que há tempo para isso.

Nas contas dele, a Comissão ainda tem 46 dias de trabalho. Para o advogado de Bernal, Jesus de Oliveira Sobrinho, a realização da oitiva não poderia acontecer sem um dos integrantes.

O vereador Alceu Bueno foi cassado por compra de votos. Fernando Pineis rebateu, afirmando que não vê problema porque a comissão não está deliberando, apenas realizando oitiva.