Política

Vereadores dizem que Bernal pediu para não apresentarem emendas ao orçamento

O prefeito eleito em Campo Grande, Alcides Bernal (PP), se reuniu com integrantes da comissão de orçamento da Câmara na noite desta segunda-feira (10). Na pauta, o orçamento de 2013, com previsão de arrecadação de R$ 2,7 bilhões. Durante a reunião, segundo os vereadores da comissão, Herculano Borges (PSC) e Mário César (PMDB), o prefeito […]

Arquivo Publicado em 11/12/2012, às 15h39

None
36711749.jpg

O prefeito eleito em Campo Grande, Alcides Bernal (PP), se reuniu com integrantes da comissão de orçamento da Câmara na noite desta segunda-feira (10). Na pauta, o orçamento de 2013, com previsão de arrecadação de R$ 2,7 bilhões. Durante a reunião, segundo os vereadores da comissão, Herculano Borges (PSC) e Mário César (PMDB), o prefeito eleito pediu para que os vereadores não apresentem emendas ao orçamento de 2013.

Segundo o relator do orçamento, Herculano Borges, Bernal pediu bom senso para os vereadores, solicitando que sua base de sustentação não apresente emendas. Segundo Herculano, Bernal pediu para, se possível, os vereadores que apresentarem emenda faça da maneira mais comedida possível e abaixo do limite de três por parlamentar.

A vereadora Thais Helena (PT) justifica que Bernal não está obrigando os vereadores a não apresentarem emendas, mas fez a recomendação para que a próxima administração não faça compromissos que não possa cumprir, lembrando que o orçamento foi feito pela atual gestão. Thais Helena lembra que tem emendas de 2005, tanto de construção de asfalto, quanto de áreas de lazer, que ainda não foram executadas. “Sou da comissão de transição e sei que ele não recebeu nem a relação de obras que estão e encaminhamento.

A comissão de orçamento tem até as 17 horas desta terça-feira para apresentar o relatório. Por isso, os vereadores precisam de uma definição imediata do que fazer. O vereador Mário Cesar é contra a sugestão do novo prefeito e diz que a situação é atípica, já que sempre são apresentadas três emendas por vereador.

“Está querendo que não aprove emenda nenhuma. Nós fizemos proposta para cada vereador escolher três emendas preponderantes. Nós somos contra e não vamos retirar as emendas. Como vice-presidente falamos que não vamos retirar”, relatou.

Na Assembleia Legislativa o prefeito Alcides Bernal declarou que será prefeito no dia 1º de janeiro e a partir daí será responsável pelas decisões pertinentes a Prefeitura de Campo Grande. “Antes disso as decisões são dos atuais prefeitos e dos atuais vereadores”, disse.

Os vereadores apresentaram 882 emendas ao orçamento. Paulo Siufi (PMDB) foi o que mais apresentou emendas, com 261 sugestões, seguido pela vereadora Thais Helena (PT), com 120. As emendas que não são carimbadas ficam a disposição do prefeito, para que sejam aplicadas no decorrer do ano. O orçamento de 2013 será 15,4% maior do que o de 2012. Está previsto investimento de 29,12% na educação, 15% na saúde e 28,22% em transporte público.

Jornal Midiamax