Política

Saída de jovens do PMDB representa enfraquecimento, diz petista

A saída de membros da JPMDB (Juventude do Partido Democrático Brasileiro) deve fragilizar o partido nestas eleições. A opinião é do vereador Alex do PT, que classificou a atitude dos jovens como corajosa. “Para nós isso é um sintoma de como está a situação no PMDB, só que a juventude teve coragem de falar não”, […]

Arquivo Publicado em 29/02/2012, às 10h45

None

A saída de membros da JPMDB (Juventude do Partido Democrático Brasileiro) deve fragilizar o partido nestas eleições. A opinião é do vereador Alex do PT, que classificou a atitude dos jovens como corajosa. “Para nós isso é um sintoma de como está a situação no PMDB, só que a juventude teve coragem de falar não”, disse.


O impasse começou após lideranças da  JPMDB criticarem a direção do partido. Segundo eles, a legenda não deu direito ao segmento escolher qual candidato iria apoiar nas eleições municipais deste ano.


Após as críticas do então presidente Juliano Gogosz, o PMDB teria decidido destituí-lo do cargo. A medida fez com que, além do jovem, outros 20 membros da JPMDB optassem em deixar a legenda para migrar para o PT, rivais históricos em Mato Grosso do Sul.


“Se você for analisar, ninguém larga governo, geralmente todo mundo quer aderir ao governo e aqui foi a situação contrária. Um grupo de jovens se manifestou contra o método, a forma como estava sendo gerido o PMDB”, declarou Alex do PT.


Para o parlamentar, os jovens não “suportavam mais a ideia de serem utilizados como massa de manobra, sem poder de decisão, não suportaram essa situação e tomaram uma atitude corajosa”.


De acordo com o vereador, a escolha dos jovens por trocar o PMDB pelo PT foi devido a oportunidade de crescimento propiciada pelo PT. “Eles encontraram no PT um lugar onde poderão exercer uma militância”, afirmou.


Sem ideologia


O vereador Dr. Loester (PMDB) não compartilha da opinião do petista. Para ele, a saída dos integrantes da JPMDB mostra a falta de ideologia dos jovens. “Se esses jovens realmente trocarem o PMDB por outro partido eu acho que é falta de ideologia. Se você tem uma ideologia e está em um partido, você não pode ficar trocando de um dia para o outro, é falta de ideologia”, comentou.


Sem ser comunicado oficialmente sobre a baixa na juventude do PMDB, Dr. Loester foi além. “Isso ai acontece por causa de pessoas que não tem consideração nenhuma dentro de qualquer partido”, disparou.


Um dos fundadores do PDT em Mato Grosso do Sul, Loester explicou que sua ida para o PMDB ocorreu em outro contexto e não devido a falta de ideologia. “Não deixei de mudar a ideologia, sou PDT de coração, mas agora estou no PMDB e estou assumindo a ideologia peemedebista”, argumentou.

Jornal Midiamax