Política

Reinaldo confirma apoio do PSDB para candidatura de Alcides Bernal

Reinaldo Azambuja oficializou na tarde desta segunda-feira (15) o apoio do ninho tucano a candidatura de Alcides Bernal (PP) para prefeito de Campo Grande.

Arquivo Publicado em 15/10/2012, às 19h00

None
718907424.jpg

Reinaldo Azambuja oficializou na tarde desta segunda-feira (15) o apoio do ninho tucano a candidatura de Alcides Bernal (PP) para prefeito de Campo Grande.

O deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) oficializou o apoio do ninho tucano a candidatura do deputado estadual Alcides Bernal (PP) para prefeito de Campo Grande neste segundo turno. Bernal chegou ao evento logo após Reinaldo, que iniciou o ato ao lado do pepesista e seu vice, Gilmar Olarte (PP).


Segundo Reinaldo, por unanimidade o partido decidiu apoiar o Bernal. “Essa eleição é a prova de que os sentimentos das pessoas de Campo Grande são pela verdadeira mudança. É possível fazer uma política de maneira ética, com transparência, valorizando as pessoas e com planejamento”, declarou.


O tucano disse ainda que a união do PSDB com o PP mostra que os pepesistas não estão sozinhos como o concorrente afirma e que o PP está aglutinando cada vez mais apoiadores. “Está acabando o momento da ditadura impor sua vontade. Quem tem que dizer o que os campograndenses querem são eles próprios. Defendemos uma administração ética transparente e que ouve as pessoas em primeiro lugar”, afirmou Reinaldo.


O líder do PSDB em Mato Grosso do Sul explicou que as pesquisas encomendadas por sua coligação, apontaram que 60% do eleitorado gostaria de ver a aliança consolidada. Entre critérios que levaram os tucanos a fechar a parceria, Reinaldo citou “transparência em tempo real, fim das licitações de envelope fechado e fim das concessões ao apagar das luzes”. “Vamos estar juntos defendendo os interesses da nossa população”, frisou.


O PSDB teve Reinaldo como o terceiro candidato mais votado nas últimas eleições do dia 07 de outubro com mais de 113 mil votos e por uma diferença de pouco mais de nove mil votos ficou fora da disputa do segundo turno. Agora, o apoio a Bernal sinaliza o rompimento de uma parceria de quase duas décadas com o PMDB.


(Editado para acréscimo de informações às 09h de 16.10.2012)

Jornal Midiamax