Política

Puccinelli quer estender cobrança do Fundersul a transporte de cana e minério

Na reta final dos trabalhos da Assembleia Legislativa, o governador André Puccinelli (PMDB) deverá encaminhar projeto para estender ao transporte de cana-de-acúcar e de minério a contribuição para o Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul). A proposta deverá ganhar o aval dos parlamentares, inclusive, com o apoio da oposição. […]

Arquivo Publicado em 05/12/2012, às 18h32

None
903455502.jpg

Na reta final dos trabalhos da Assembleia Legislativa, o governador André Puccinelli (PMDB) deverá encaminhar projeto para estender ao transporte de cana-de-acúcar e de minério a contribuição para o Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul). A proposta deverá ganhar o aval dos parlamentares, inclusive, com o apoio da oposição.


“Sou favorável, porque as usinas utilizam muito as estradas e contribuem para danificá-las, então, nada mais justo do que taxar”, disse o deputado estadual Pedro Kemp (PT).


Sobre a inclusão da cobrança para o minério, o petista informou que existe impasse por conta de dúvidas na qualificação do produto. “Dizem que não é produção agrícola”, comentou. Independentemente, ele frisou que o “filé” é a cana por conta de o transporte do minério em sua maioria ocorrer por trem.


Criado em 2000, o Fundersul taxa produtores pelo transporte de produção agrícola, combustíveis e de animais. Segundo o texto original, a utilização do recurso é para a manutenção das estradas, mas, com a precariedade das vias de escoamento, produtores protestam contra a cobrança. Eles querem transparência na destinação do fundo.


Em 2010, o Fundersul teria arrecadado no Estado cerca de R$ 185 milhões. Do total, 75% ficam no cofre do Estado e 25% são repassados às prefeituras. Em 2011, o valor girou em torno de R$ 176 milhões.

Jornal Midiamax