Política

PMDB só pode trocar de vice se o PDT renunciar a vaga, explica advogado

Em entrevista ao Midiamax, o advogado Carlos Marques informou que o PMDB pode fazer a troca do vice desde que Dagoberto Nogueira (PDT) renuncie. Neste caso, a vaga continuaria com o PDT. Assim, o PMDB só pode trocar de vice se o PDT também abrir mão da vaga. Neste caso, o escolhido teria que ser […]

Arquivo Publicado em 10/10/2012, às 18h28

None

Em entrevista ao Midiamax, o advogado Carlos Marques informou que o PMDB pode fazer a troca do vice desde que Dagoberto Nogueira (PDT) renuncie. Neste caso, a vaga continuaria com o PDT. Assim, o PMDB só pode trocar de vice se o PDT também abrir mão da vaga. Neste caso, o escolhido teria que ser de um dos partidos coligados no primeiro turno da eleição.

O PMDB está tentando encontrar a chave para reverter o quadro do primeiro turno da eleição em Campo Grande, quando o partido teve 122.813 votos (27,99%) e viu a oposição ao seu modelo de administração somar mais de 70% dos votos válidos.

Em meio a tantos indicativos, que reuniu até pedido de desculpas de líderes políticos, o PMDB pensa até em trocar o vice, Dagoberto Nogueira. O pedetista, bastante rejeitado desde que foi citado entre os que poderiam ser vice do PMDB, continua sofrendo pedidos para que se afaste da campanha.

A informação foi confirmada pelo vereador Airton Saraiva (DEM). Segundo ele, mais de uma pessoa demonstrou insatisfação com o vice e o partido está realizando pesquisa para saber se a rejeição ao vice pode ter influenciado o resultado da eleição.


Nesta quarta-feira (10), o presidente municipal do PDT, Paulo Pedra, disse que o PMDB não pensa em trocar o vice. Além disso, avaliou que a rejeição não trata especificamente do candidato, mas do atual modelo administrativo.

Jornal Midiamax