Política

PMDB fechou os ouvidos para a população e aliados, diz Reinaldo

Terceiro colocado na disputa pela Prefeitura de Campo Grande, o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) depositou seu voto na urna logo na abertura da votação neste domingo (28). Pouco antes, ele reforçou que o PSDB deu um fim ao “casamento” de 20 anos porque o “PMDB fechou os ouvidos para a população e para os […]

Arquivo Publicado em 28/10/2012, às 11h54

None
677605438.jpg

Terceiro colocado na disputa pela Prefeitura de Campo Grande, o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) depositou seu voto na urna logo na abertura da votação neste domingo (28). Pouco antes, ele reforçou que o PSDB deu um fim ao “casamento” de 20 anos porque o “PMDB fechou os ouvidos para a população e para os aliados”.


“Fomos chamados de traidor, só que cansamos de ver o PMDB preocupado com obras e esquecendo das pessoas, eles fecharam os ouvidos para todos e só pensaram neles, tanto que tem o governador, o prefeito, o vice, o presidente da Assembleia e da Câmara”, frisou Reinaldo.


Para o tucano, a sede por poder acabou enfraquecendo o PMDB e empurrando os aliados para o lado da oposição. Além disso, ele justificou o apoio a Alcides Bernal (PP) as propostas do candidato. “Ele está comprometido a fazer melhorias no trânsito, na saúde e construir mais creches”, exemplificou.


Reinaldo também defendeu a liberdade de escolha da população. “Não é a máquina e nem o dinheiro que deve ganhar uma eleição”, enfatizou. Para finalizar, ele apostou na vitória de Bernal. “Ele já ganhou, porque a população quer mudança, um novo modelo de gestão com transparência, planejamento e participação”, resumiu.

Jornal Midiamax