Política

Justiça nega pedido para barrar candidatura e Bernal acumula 2ª vitória contra o PMDB

Juiíza julgou improcedente o pedido de impugnação da candidatura do deputado, apresentado pela coligação Mais trabalho por Campo Grande, do candidato Edson Giroto

Arquivo Publicado em 26/07/2012, às 14h01

None
1691860572.jpg

Juiíza julgou improcedente o pedido de impugnação da candidatura do deputado, apresentado pela coligação Mais trabalho por Campo Grande, do candidato Edson Giroto

O deputado estadual Alcides Bernal, candidato pelo PP à Prefeitura de Campo Grande, conseguiu mais uma vitória judicial nesta quarta-feira (25), com a decisão da juíza da 36ª Zona Eleitoral, Elisabeth Rosa Baisch, que julgou improcedente o pedido de impugnação de sua candidatura, apresentado pela coligação Mais trabalho por Campo Grande, do candidato Edson Giroto (PMDB).


Os governistas alegavam que Bernal deveria ter se despedido do seu programa diário na rádio antes da convenção que homologou seu nome para concorrer a prefeito. “No dia 30, mesma data da convenção, ele apresentou o programa”, disse o advogado do PMDB, Valeriano Fontoura.


O deputado, por sua vez, destacou que encerrou o programa às 9 horas, depois seguiu para a convenção, na qual foi homologada sua candidatura a prefeito. A juíza eleitoral acolheu a defesa e deu parecer favorável pela improcedência da impugnação da candidatura.


Segunda vitória


Com esta decisão, Bernal acumula duas vitórias na Justiça contra a coligação comandada pelo PMDB. Na última segunda-feira (23), a juíza Elizabeth Rosa Baisch derrubou representação na qual os governistas acusavam o deputado de divulgar  pesquisa sem registro.


Bernal ainda é alvo de outras duas representações por suposta propaganda eleitoral antecipada. Todos as ações foram movidas pela coligação do deputado federal Edson Giroto, que segundo pesquisa do Datamax/Televox, está 10 pontos percentuais atrás de Bernal na disputa pelo comando da Prefeitura de Campo Grande.


(Com assessoria)

Jornal Midiamax