Política

Justiça Eleitoral libera Geraldo Marques para concorrer à Prefeitura de Bonito

No dia do primeiro comício do pecuarista Leonel Lemos de Souza Brito (PTdoB), o Leleco, quem mais festou em Bonito foi o seu adversário, o candidato a prefeito pelo PDT, Geraldo Marques, que recebeu da Justiça Eleitoral aval para disputar o comando da prefeitura. A decisão da juíza eleitoral Adriana Lampert saiu do final da […]

Arquivo Publicado em 04/08/2012, às 17h16 - Atualizado em 14/07/2020, às 11h42

None
1248059797.jpg

No dia do primeiro comício do pecuarista Leonel Lemos de Souza Brito (PTdoB), o Leleco, quem mais festou em Bonito foi o seu adversário, o candidato a prefeito pelo PDT, Geraldo Marques, que recebeu da Justiça Eleitoral aval para disputar o comando da prefeitura.


A decisão da juíza eleitoral Adriana Lampert saiu do final da tarde de sexta-feira (3). “A juíza julgou improcedente o pedido de impugnação da candidatura a prefeito do Geraldo em virtude da ausência de dolo e de razoabilidade da acusação”, informou o advogado de defesa, Marcos Piva.


O pedido de impugnação levou em consideração a rejeição das contas do ex-prefeito por parte do TCU (Tribunal de Contas da União), nos exercícios de 2001 e 2002. O advogado, no entanto, destacou que para perder os direitos políticos a sentença precisa detectar dolo na ação do gestor público, o que não teria acontecido no caso de Geraldo.


A acusação ainda pode recorrer ao TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) para tentar impedir o ex-prefeito de voltar ao comando da Prefeitura de Bonito.

Jornal Midiamax