Política

Juíza reprova contas de campanha e Bernal irá recorrer ao TRE

A juíza da 44ª zona eleitoral, Eliane de Freitas Lima Vicente, acolheu manifestação do Ministério Público Eleitoral (MPE) e reprovou a prestação de contas de campanha do prefeito eleito de Campo Grande, deputado estadual Alcides Bernal (PP). A decisão é de oito de dezembro, mas foi publicada na edição desta terça-feira (11) do Diário Oficial […]

Arquivo Publicado em 11/12/2012, às 19h42

None

A juíza da 44ª zona eleitoral, Eliane de Freitas Lima Vicente, acolheu manifestação do Ministério Público Eleitoral (MPE) e reprovou a prestação de contas de campanha do prefeito eleito de Campo Grande, deputado estadual Alcides Bernal (PP).


A decisão é de oito de dezembro, mas foi publicada na edição desta terça-feira (11) do Diário Oficial da Justiça Eleitoral e Bernal já acionou sua assessoria jurídica para apresentar recurso ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS).


“Não houve contradição de números, apenas um equívoco na interpretação da lei, se apegaram ao formalismo. Estou muito tranquilo e já acionei meu corpo jurídico para apresentar recurso”, informou Bernal.


Ainda de acordo com o futuro prefeito da Capital, a decisão “não impede em nada a diplomação” no próximo dia 18. “Tenho certeza que irá prevalecer a vontade dos mais de 270 mil eleitores que depositaram nas urnas sua confiança no nosso trabalho”, comentou Bernal.


Na sentença, a juíza justificou a decisão “a existência de irregularidades que comprometem as contas apresentadas pelo candidato”. A posição é em resposta a manifestação do MPE. “Acolho a manifestação do representante do Ministério Público Eleitoral e desaprovo as contas apresentadas”, concluiu.


Bernal informou à Justiça gasto de R$ 1,9 milhão na corrida por votos. O montante é quase cinco vezes menor que a despesa do segundo colocado na eleição, deputado federal Edson Giroto (PMDB), que declarou gasto de R$ 9.987.903,84 milhões.

Jornal Midiamax