Política

Governistas cochilam e Câmara aprova moção de congratulação a Bernal

A prática é comum. Em plena votação de projetos, seja na Câmara Municipal ou na Assembleia, os parlamentares muitas vezes não se preocupam com o que está sendo votado. A despreocupação é ainda maior quando se trata de moções de congratulações, como o caso ocorrido na manhã desta quinta-feira (18) na Câmara de Campo Grande. […]

Arquivo Publicado em 18/10/2012, às 15h46

None
19359707.jpg

A prática é comum. Em plena votação de projetos, seja na Câmara Municipal ou na Assembleia, os parlamentares muitas vezes não se preocupam com o que está sendo votado. A despreocupação é ainda maior quando se trata de moções de congratulações, como o caso ocorrido na manhã desta quinta-feira (18) na Câmara de Campo Grande.

Com plenário cheio e muita conversa de quase todos os vereadores, exceto Ribeiro (PMDB) e Siufi, que não estavam presentes, os vereadores aprovaram por unanimidade uma moção e congratulação um tanto quanto curiosa perto dos intensos debates eleitorais na Casa.

A moção apresentada por Alex do PT e pela vereadora Thais Helena (PT) homenageia o candidato do PP à Prefeitura de Campo Grande, Alcides Bernal, e o senador Delcídio Amaral (PT), pela reunião com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, onde conseguiram incluir a construção de um Hospital Municipal na Capital no orçamento da União. A moção agradece Delcídio e Bernal pelas suas ações políticas visando melhorar a vida das pessoas.

A aprovação foi comemorada por Alex do PT, que foi correndo pedir para o presidente da Casa, Paulo Siufi (PMDB), colocar a aprovação em destaque no site de notícias da Câmara. Siufi, que na hora da votação também não estava presente, duvidou da aprovação e perguntou se o nome de Bernal tinha sido lido. O presidente da Câmara chegou a brincar que iria ver a gravação da sessão para ver se o nome de Bernal havia sido citado. Vereadores da situação chegaram a pedir para anular a votação, mas não conseguiram.

Na Assembleia de Mato Grosso do Sul a base também já cometeu algumas falhas. O projeto de Marquinhos Trad (PMDB), que aumenta os descontos e o número de parcelas do IPVA foi aprovado por unanimidade em primeira votação pelos deputados, o que foi bastante comemorado por Marquinhos e alvo de crítica do governador André Puccinelli (PMDB).

Jornal Midiamax