Política

Equipe de Bernal cobra dados e diz que reuniões da transição estão improdutivas

Os integrantes da comissão de transição indicados pelo prefeito eleito, Alcides Bernal (PP), voltaram a reclamar da falta de apresentação de dados por parte da administração do atual prefeito, Nelsinho Trad (PMDB). Wanderley Bem Hur afirma que nas duas semanas que a equipe se reuniu, foram feitas apenas palestras, insuficientes para a nova gestão. “Eles […]

Arquivo Publicado em 03/12/2012, às 15h30

None
1606968504.jpg

Os integrantes da comissão de transição indicados pelo prefeito eleito, Alcides Bernal (PP), voltaram a reclamar da falta de apresentação de dados por parte da administração do atual prefeito, Nelsinho Trad (PMDB). Wanderley Bem Hur afirma que nas duas semanas que a equipe se reuniu, foram feitas apenas palestras, insuficientes para a nova gestão.

“Eles estão achando que estão entregando informações. Mas, quanto a documentos, só recebemos o Plano Plurianual. Eles estão falando de projetos que fizeram para Campo Grande. Temos que saber do futuro e do que vai ser feito. Eles têm que prestar contas é para o Tribunal de Contas do Estado (TCE)”, criticou.

Questionado de que o prefeito em exercício, Edil Albuquerque (PMDB), avaliou que há um problema de entendimento, Ben Hur foi enfático, dizendo que realmente há um problema. “Está havendo um problema de entendimento. Eles acham que trazer palestra, consumindo 4 horas, é fazer transição”.

Na opinião de Ben Hur, a prefeitura não deve explicar o que fez e como fez um obra, mas oferecer informações mais precisas, explicando, a exemplo, o porquê de fazer algumas licitações. Segundo a equipe de Bernal, ainda não foram repassados dados como matricula escolar, uniforme de alunos ou mesmo o número de funcionários da administração.

“Até o momento só informaram dados já disponíveis no Portal da Transparência. As reuniões não estão sendo produtivas”, criticou Ben Hur, informando que a próxima reunião, marcada para quarta-feira (5), só acontecerá se a atual administração apresentar dados já solicitados. “Há duas semanas só estão apresentando palestras. Queremos dados e datas, com cronograma de apresentação. Não queremos palestra”. A equipe de Bernal prevê dificuldade no inicio da administração por falta de dados. Eles alegam que não sabem como vão encontrar a prefeitura.

O chefe da equipe de transição de Nelsinho, Marcelo Amaral, afirma que a transição não é um produto pronto, mas entende que estão sendo repassados dados suficientes para a nova equipe se organizar e cumprir os compromissos. “Existe um cronograma e ele está sendo obedecido. A posição financeira, por exemplo, só no dia 31 de dezembro. Estamos preocupados em ser o mais fiel possível na transmissão de informações”.

Segundo Marcelo Amaral, muitos documentos já foram entregues e outros serão apresentados de acordo com as agendas previstas com cada secretaria. Sobre as criticas com relação as palestras, Marcelo sinaliza que elas continuaram, explicando que está combinando a apresentação dos trabalhos realizados com alguns documentos.

Na reunião desta segunda-feira (3) as equipes de transição falaram sobre a dengue. Durante o encontro foram apresentados dados necessários para dar continuidade ao trabalho de combate a epidemia. 

O chefe da equipe de Bernal, José Luciano Dias, explica que é preciso montar um estoque de medicamentos e ficar atento aos problemas já previstos por conta das questões emergenciais, que obrigam a administração a contratar, a exemplo, mais médicos. Todavia, essas atitudes são tomadas de acordo com orientação do Ministério da Saúde, e baseado no tipo de epidemia predominante naquele ano.

O secretário de Saúde do Município, Leandro Mazina, esteve na reunião e garantiu que os 6.300 funcionários da secretaria estarão prontos para atender a população. Segundo ele, o combate a epidemia segue orientação nacional e a Capital reforçará a equipe e aumentará o estoque de medicamentos. Já Marcelo Amaral lembra que a maioria dos funcionários da Saúde são concursados e estão interessados em continuar o trabalho realizado atualmente.

A equipe de transição é composta por indicados de Bernal: cientista político José Luciano de Mattos Dias, engenheiro civil Fausto Matogrosso e contador e fiscal de renda, Wanderley Bem Hur; e indicados de Nelsinho: Marcelo Amaral, Aurenice Rodrigues Pinheiro Pilatti e Ivan Jorge. Também acompanharão a equipe os vereadores Thais Helena (PT), Paulo Pedra (PDT) e o vice-prefeito Edil Albuquerque (PMDB).

Jornal Midiamax