Política

Diretório do PT de Bonito divulga nota oficial sobre prisão de vereador

Após reunião extraordinária realizada nesta sexta-feira (14) o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Bonito emitiu nota oficial à população posicionando-se acerca dos fatos que levaram à prisão, ontem (14) do presidente da Câmara Municipal de Bonito – filiado ao partido. Confira na íntegra a nota oficial: O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) […]

Arquivo Publicado em 15/09/2012, às 11h33

None

Após reunião extraordinária realizada nesta sexta-feira (14) o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Bonito emitiu nota oficial à população posicionando-se acerca dos fatos que levaram à prisão, ontem (14) do presidente da Câmara Municipal de Bonito – filiado ao partido.


Confira na íntegra a nota oficial:


O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) de Bonito vem a público manifestar seu total apoio à investigação feita pelo GAECO (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) e pela Promotoria de Bonito sobre suposto pagamento de propinas relacionado a verbas indenizatórias que culminou com a prisão nesta sexta-feira (14) do presidente da Câmara Municipal.


Lembramos, nesse sentido, que a denúncia que envolve a Câmara Municipal de Bonito não é nova e que o atual presidente e a primeira-secretária do Legislativo Municipal, Luisa Aparecida Cavalheiro de Lima, já haviam sido afastados do cargo no dia 31 de maio de 2011 após denúncias apresentadas pelos vereadores Amir Peres Trindade (PDT) e Josmail Rodrigues (então no PSDB).


Na época o MPE instaurou inquérito para apurar suposta tentativa de suborno, pagamento de propina e compra de votos e o PT só não agiu porque em 7 de junho do mesmo ano foi acatado Agravo de Instrumento e concedido efeito suspensivo que anulou o afastamento, em decorrência de decisão do Desembargador Josué de Oliveira.


Diante da reincidência e da gravidade dos fatos a Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores de Bonito, extraordinariamente reunida hoje, dia 14 de setembro de 2012, deliberou pelo total apoio ás investigações a fim de apurar de vez a suposta extorsão.


Entendemos que as denúncias do Ministério Público devem ser rigorosamente apuradas garantido-se amplo direito de defesa e que – caso provadas – seja aplicada punição exemplar a qualquer membro ou filiado do partido que tenha faltado com os princípios de transparência e ética constantes no nosso Estatuto Partidário.

Jornal Midiamax