Política

Candidatos a vereador farão teste de alfabetização em Alagoas

A falta de um documento que comprove a escolaridade de alguns candidatos a vereador na cidade de Pão de Açúcar, no sertão de Alagoas, fez a Justiça Eleitoral decidir aplicar um teste de alfabetização, marcado para o dia 25 de julho, com alguns dos 62 candidatos que disputam as 11 vagas no legislativo municipal. Segundo […]

Arquivo Publicado em 21/07/2012, às 21h54

None

A falta de um documento que comprove a escolaridade de alguns candidatos a vereador na cidade de Pão de Açúcar, no sertão de Alagoas, fez a Justiça Eleitoral decidir aplicar um teste de alfabetização, marcado para o dia 25 de julho, com alguns dos 62 candidatos que disputam as 11 vagas no legislativo municipal.

Segundo informações do cartório eleitoral de Pão de Açúcar, eles terão de provar que sabem ler e escrever além de demonstrar a habilidade de formar frases simples, se quiserem ser os futuros legisladores da cidade. A decisão é do juiz Galdino José Amorim Vasconcelos.

A Justiça Eleitoral alagoana é pioneira, no Brasil, na aplicação de provas de alfabetização de candidatos. Os testes ocorrem desde 2004, mas nem sempre impedem que alguns legisladores assumam a vaga de vereador.

Em 2008, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu registro a um candidato a vereador de Pariconha, no sertão alagoano, reprovado no teste de alfabetização. Os ministros consideraram a prova aplicada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) como “rigorosa”. Das dez questões, três eram objetivas e sete subjetivas, o candidato respondeu apenas às questões objetivas, das quais acertou duas.

O Estado lidera o índice de eleitores analfabetos no País: 36%, segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 25% da população de Alagoas não sabe ler nem escrever – o maior percentual do Brasil.

Jornal Midiamax