Política

Bernal pede para Giroto abandonar discurso eleitoral e trabalhar por Campo Grande

O prefeito eleito afirma que na busca por emendas parlamentares entrou em contato com o deputado federal, que teria manifestado indisposição com Campo Grande

Arquivo Publicado em 19/11/2012, às 13h30

None

O prefeito eleito afirma que na busca por emendas parlamentares entrou em contato com o deputado federal, que teria manifestado indisposição com Campo Grande

O prefeito eleito em Campo Grande, Alcides Bernal (PP), tem mantido contato com a bancada federal de Mato Grosso do Sul para solicitar empenho para que Campo Grande não seja prejudicada com a falta de emendas ao orçamento do Governo Federal em 2013. Ele espera que a bancada federal não misture questões eleitorais com a necessidade da Capital. “O povo deu voto para cada um deles chegar lá”.

O prefeito eleito afirma que na busca por recursos entrou em contato até com o candidato derrotado, deputado federal Edson Giroto (PMDB). Ele confidenciou que Giroto tem manifestado indisposição com Campo Grande e pediu para o deputado deixar de discurso: “O Giroto tem que entender que a campanha já acabou. Agora é parar com discurso e trabalhar, mostrando o que pode fazer com as atitudes. Ele não pode atrapalhar Campo Grande”.

Bernal garante que já entrou em contato com todos os deputados federais e senadores, pedindo empenho para evitar que a cidade seja prejudicada e garante que a sociedade terá conhecimento das atitudes da bancada federal. “Se as emendas forem perdidas por falta de ação a responsabilidade será dos parlamentares. Vou fazer questão de revelar quem está deixando de ajudar por omissão, assim como divulgarei os nomes dos que contribuírem”.

Na busca por recursos para Campo Grande, Alcides Bernal destaca o empenho do senador Delcídio Amaral (PT) e diz que confia na credibilidade dele na busca por recursos para o Estado. “Delcídio já manifestou vontade de trabalhar por Campo Grande. Ele não depende da boa vontade do PMDB para conseguir recursos e vai atender a sociedade”.

Jornal Midiamax