Política

Bernal contou com apoio de nove vereadores na retirada de emendas ao orçamento

O prefeito eleito em Campo Grande, Alcides Bernal (PP), recebeu apoio de grande parte dos vereadores no pedido para que fossem retiradas emendas ao orçamento. Segundo os vereadores, o prefeito eleito havia pedido a retirada das emendas no primeiro ano do mandato, visto que não tinha feito o orçamento e não sabia da situação das […]

Arquivo Publicado em 18/12/2012, às 16h32

None
1489084194.jpg

O prefeito eleito em Campo Grande, Alcides Bernal (PP), recebeu apoio de grande parte dos vereadores no pedido para que fossem retiradas emendas ao orçamento. Segundo os vereadores, o prefeito eleito havia pedido a retirada das emendas no primeiro ano do mandato, visto que não tinha feito o orçamento e não sabia da situação das contas da prefeitura. O prefeito eleito justificou ainda que não gostaria de assumir compromissos para depois não cumprir, lembrando que várias emendas não são cumpridas.

Bernal contou com o apoio de nove vereadores na retirada das emendas: Grazielle Machado (PR), Dr. Jamal (PR), Herculano Borges (PSC), João Rocha (PSDB), Dr. Loester (PDT), Magali Picarelli (PMDB), Rose Modesto (PSDB), Thais Helena (PT) e Paulo Siufi (PMDB). Os vereadores Silveira (PSDB), Alex do PT, Marcelo Bluma (PV) e Ribeiro (PMDB).

O pedido do prefeito eleito foi ignorado pelos vereadores Airton Saraiva (DEM), Carlão (PSB), Mário Cesar (PMDB), Vanderlei Cabeludo (PMDB), Flávio Cesar (PTdoB), Lidio Lopes (PP), Athayde Nery (PPS) e Paulo Pedra (PDT).

Geralmente as emendas são apresentadas para pedidos de pavimentação ou mesmo construção de creche ou escola. Todavia, nem sempre as emendas são atendidas. Recentemente a vereadora Rose Modesto reclamou que não recebe satisfação da prefeitura sobre uma emenda apresentada para construção de um posto de saúde no bairro Parati. A vereadora Thais Helena também reclamou e lembrou que tem emendas delas de 2005 que não foram realizadas.

Os vereadores apresentaram 882 emendas ao orçamento. Paulo Siufi foi o que mais apresentou emendas, com 261 sugestões, seguido pela vereadora Thais Helena (PT), com 120. As emendas que não são carimbadas ficam a disposição do prefeito, para que sejam aplicadas no decorrer do ano. O orçamento de 2013 será 15,4% maior do que o de 2012. Está previsto investimento de 29,12% na educação, 15% na saúde e 28,22% em transporte público.

Jornal Midiamax