Política

Alvo de ofensas, Fabio Trad cogita pedir afastamento de presidente do PMDB

Incomodado com declarações do presidente regional do PMDB, Esacheu Nascimento, o deputado federal Fábio Trad (PMDB) cogita apresentar representação no diretório nacional do partido contra o dirigente e, inclusive, pedir seu afastamento do cargo em Mato Grosso do Sul.  A possibilidade leva em consideração supostas ofensas deferidas por Esacheu contra a família Trad na rede […]

Arquivo Publicado em 05/03/2012, às 20h19

None
1439230070.jpg

Incomodado com declarações do presidente regional do PMDB, Esacheu Nascimento, o deputado federal Fábio Trad (PMDB) cogita apresentar representação no diretório nacional do partido contra o dirigente e, inclusive, pedir seu afastamento do cargo em Mato Grosso do Sul.  A possibilidade leva em consideração supostas ofensas deferidas por Esacheu contra a família Trad na rede social.


O mal-estar começou no último sábado (03) em evento promovido pelo PMDB Mulher. Durante o ato, Esacheu apoiou a pré-candidatura de Simone Tebet (PMDB) ao Governo do Estado. Em resposta, Fabio Trad, irmão do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) – pré-candidato a governador -, disse que “o importante não é só o Nelsinho ganhar, mas o PMDB. Se for com a Simone, ótimo. Ela é um quadro fantástico do partido. Mas penso que sendo lançada pelo Esacheu, ela deve se preocupar, porque o pé dele, digamos, lembra mais deserto de gelo do que de areia”, disse Fábio no evento.


Por meio de sua página no Facebook, Esacheu respondeu ao parlamentar. “Melhor ter os pés frios de caminhar sobre a neve limpa do que os pés quentes e sujos do esterco da má política. Melhor não ser reconhecido por certa figura política com a qual de fato não compartilho de ideais e tampouco de suas praticas de gestão. Não vou antecipar debate eleitoral, mas estou pronto para o debate quanto a capacidade administrativa de quem agride gratuitamente a minha vida pública”, escreveu.


O dirigente estadual do PMDB emendou ainda afirmando que não pretende “permitir que o processo eleitoral se transforme em tristes episódios da última eleição para a OAB quando um candidato reconhecidamente vitorioso foi levado a derrota por praticas de brigas de rua. Fiz um discurso em ambiente interno do PMDB, secundado por vários discursos de importantes lideres, onde um dos meus detractores não cabia e outro não compareceu. Prestei homenagem a uma mulher que ocupa o segundo maior cargo do Estado”, se defendeu.


Exagero


“Eu apenas fiz uma declaração falando que ele é pé frio, não vejo ofensa nisso. Achei exagerado suas declarações”, rebateu Fabio Trad. Segundo ele, essa não é a primeira vez que Esacheu realiza ataques pessoais a filiados do partido. “Ele também já fez declarações contra o Nelsinho [Trad], contra outros candidatos. Ele está criando uma situação incômoda e eu estou avaliando a possibilidade de entrar com uma representação na diretoria nacional e pedir o afastamento”, afirmou.


O deputado federal disse ainda que poderá pedir para Esacheu se retratar publicamente. Além disso, Trad também contou que procurará orientação do PMDB nacional “para saber até que ponto um membro do partido pode ser agredido desta forma”. “Nos próximos dias estarei tomando a minha decisão, estou conversando com amigos e correligionários. Muitos já me ligaram prestando solidariedade. Estou incomodado com essa situação”, concluiu. 

Jornal Midiamax