Política

Tio de Artuzi pode ser quarto vereador ‘guilhotinhado’ na Câmara de Dourados

O vereador Julio Artuzi (PRB), tio do ex-prefeito Ari Artuzi, será julgado nesta quinta-feira (17), a partir das 9h, por falta de decorro parlamentar e envolvimento em atos de corrupção revelados pela Operação Uragano. Na sessão extraordinária desta manhã será apresentado o relatório final da Comissão Processante que investigava o vereador e que recomenda a […]

Arquivo Publicado em 17/03/2011, às 11h09

None

O vereador Julio Artuzi (PRB), tio do ex-prefeito Ari Artuzi, será julgado nesta quinta-feira (17), a partir das 9h, por falta de decorro parlamentar e envolvimento em atos de corrupção revelados pela Operação Uragano. Na sessão extraordinária desta manhã será apresentado o relatório final da Comissão Processante que investigava o vereador e que recomenda a cassação de seu mandato.


Julio Artuzi deverá ser o quarto vereador a ser “guilhotinhado” pela Câmara Municipal. Ontem o vereador Junior Teixeira foi cassado, a exemplo do que aconteceu na semana passada com o ex-vereador Marcelo Hall (PR), o Marcelão.


Junior saiu atirando e disse que possui cheques emitidos pela Assembleia Legislativa que seriam prova do mensalão na ALMS denunciado pelo então primeiro-secretário da casa, Ary Rigo, no ano passado.


Os ex-vereadores Zezinho da Farmácia (PSDB) e José Carlos Cimatti (PSB) preferiram renunciar a seus cargos antes de começarem as sessões que deveriam cassá-los.


Na sexta-feira serão julgados mais dois vereadores. Paulo Henrique Bambu (DEM) poderá ser cassado na sessão que está prevista para começar às 9h enquanto que a sessão de julgamento do vereador Aurélio Bonato (PDT) será iniciada às 14h.


A sessão para o julgamento do vereador Marcelo Barros (DEM), que estava marcada para acontecer na última segunda-feira, foi cancelada por determinação Judicial. Depois que a Câmara derrubou a liminar concedida pela Justiça, o julgamento será retomado em data ainda a ser marcada.

Jornal Midiamax