Política

Suposto vereador foge para o Paraguai e xinga a PM

No início da madrugada de ontem, por volta de 1h45min, policiais militares de Ponta Porã faziam patrulhamento ostensivo na linha internacional, na região conhecido como ‘cracolândia’, quando avistaram dois elementos em atitude suspeita e decidiram abordá-los, trabalho que é feito rotineiramente. Quando a viatura parou, a dupla correu para território paraguaio e de lá começaram […]

Arquivo Publicado em 11/03/2011, às 13h18

None

No início da madrugada de ontem, por volta de 1h45min, policiais militares de Ponta Porã faziam patrulhamento ostensivo na linha internacional, na região conhecido como ‘cracolândia’, quando avistaram dois elementos em atitude suspeita e decidiram abordá-los, trabalho que é feito rotineiramente.


Quando a viatura parou, a dupla correu para território paraguaio e de lá começaram a desacatar os policiais da guarnição, gritando que na polícia do Brasil “só tem filhos da p…” e que “os brasileiros são uns m… e ladrões”. Um dos indivíduos chegou a dizer que era vereador em Pedro Juan Caballero (Paraguai).


Berrou ainda que iria ligar para o prefeito José Carlos Azevedo (de Pedro Juan) e para o Cantalupi [Ramón Cantalupi, ex-chefe de Trânsito da vizinha cidade paraguaia] para que eles tomassem providências “porque ele goza de imunidade em qualquer lugar que frequenta, tanto no Brasil quanto no Paraguai”.


Os PMs tentaram identificar os sujeitos perguntando-lhes o nome, mas acabaram desacatados novamente. O desconhecido que disse ser vereador disse que não iria chamar a Polícia Nacional (do Paraguai) porque ela também seria “um bando de ladrões”. Em seguida os baderneiros correram para dentro do vizinho país e não foram identificados.

Jornal Midiamax