Política

PT enterra prévia em SP e quer PMDB como vice

Usando o nome e a doença do ex-presidente Lula, o PT enterrou a possibilidade de prévias destinadas a escolher o candidato do partido à prefeitura de São Paulo. Sob o argumento de homenagear Lula, os deputados Jilmar Tatto e Carlos Zarattini foram convencidos a desistirem da disputa, em encontro no café da manhã em que […]

Arquivo Publicado em 14/11/2011, às 18h47

None

Usando o nome e a doença do ex-presidente Lula, o PT enterrou a possibilidade de prévias destinadas a escolher o candidato do partido à prefeitura de São Paulo. Sob o argumento de homenagear Lula, os deputados Jilmar Tatto e Carlos Zarattini foram convencidos a desistirem da disputa, em encontro no café da manhã em que participaram, além de Haddad e o presidente da Câmara, outros 15 deputados federais do PT.


Embalado em torno da união do maior colégio eleitoral do país, a Executiva Nacional do PT fez um apelo pela coesão, indicando direção contrária às prévias previstas para outras capitais como Belo Horizonte e Recife. “São Paulo é um exemplo a ser seguido, em nome da unidade”, comentou o deputado José Guimarães (CE), vice-presidente do partido.


O apoio público a Haddad será anunciado hoje, em São Paulo, por Tatto e Zarattini que ganharão espaço no comitê do pré-candidato. O ministro deverá ser substituído em janeiro de 2012, na esteira da reforma ministerial pensada por Dilma.


Aliados de Marta, os deputados contam que Lula convença Marta, que já havia desistido de concorrer nas prévias a pedido do ex-presidente e de Dilma, a integrar a campanha de Haddad. “Temos uma campanha dura pela frente e vamos enfrentar o PSDB e o PSD”, insistiu o líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP).


Mesmo convalescendo do tratamento contra o câncer na laringe, Lula pretende conversar com aliados para viabilizar uma chapa Haddad (PT)-Chalita (PMDB) à sucessão do prefeito Gilberto Kassab (PSD).


O vice-presidente Michel Temer, se mostra cético a esta composição, até porque levaria seu partido a perder espaço político neste colégio, especialmente tendo nascido ali o forte PSD do prefeito Kassab.


Jornal Midiamax