Política

Educação modifica contrato com empresário que bancou 10% da campanha de Puccinelli

Secretaria de Educação de Mato Grosso do Sul publicou, sem detalhes, alteração em contrato de mais de R$ 5 milhões com a Itel. A empresa é de João Baird, maior doador na reeleição do governador.

Arquivo Publicado em 21/10/2011, às 12h24

None

Secretaria de Educação de Mato Grosso do Sul publicou, sem detalhes, alteração em contrato de mais de R$ 5 milhões com a Itel. A empresa é de João Baird, maior doador na reeleição do governador.

Sem informar com clareza qual alteração foi aditada, a Secretaria de Estado de Educação publicou nesta sexta-feira (21) o extrato do segundo termo aditivo a um contrato de 2009 com valor original de R$ 5.097.999,96 (Cinco milhões, noventa e sete mil, novecentos e noventa e nove reais e noventa e seis centavos) firmado com a Itel Informática Ltda.


A empresa, de João Roberto Baird, ganhou a contratação milionária para, segundo o extrato do contrato, assinado em abril de 2009, “atender a manutenção e evolução de aplicativos legados do sistema integrado de informações gerenciais – SIIG”.


O termo aditivo publicado hoje aparentemente altera o período de vigência do contrato. No Governo do Estado, a informação é de que todos os contratos são publicados de acordo com as exigências legais.


Porém, a nova data não foi incluída no extrato, que apenas faz menção às cláusulas contratuais, supostamente, prevendo as prorrogações.


“O presente Termo Aditivo tem por finalidade alterar a Cláusula Décima Primeira – Da Vigência, item 11.1, do contrato n. 613/2009, o qual passa a vigorar com nova redação, previsto no item 4.3 da Cláusula Quarta,e no item 16.1 da Cláusula Décima sexta do referido contrato”, complica o objeto do extrato assinado por Cheila Cristina Vendramini e João Baird.


A secretária de estado de Educação, Maria Nilene Badeca da Costa, é a ordenadora de despesas.


Maior doador de Puccinelli


João Baird (CPF 237.227.621-20) é o maior doador individual de campanha política do atual governador de Mato Grosso do Sul. Nas eleições de 2010, o empresário doou R$ 1.700.000,00 (Um milhão e setecentos mil reais) para André Puccinelli (PMDB). Somente a doação pessoal dele bancou 9,55% da fortuna consumida pelo peemedebista para ser reeleito.


Além disso, a própria Itel Informática Ltda (CNPJ 00.521.671/0001-06) doou mais R$ 500.000,00 (Quinhentos mil reais). Somando os dois valores, Baird bancou mais de dez por cento da campanha de Puccinelli em 2010.


As informações estão na prestação de contas oficial do governador ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Por telefone, a reportagem tentou ouvir o empresário. Na Itel, a informação foi de que ele seria comunicado e daria um retorno.


Incorreção


Desde a primeira publicação de extrato relativo à contratação da Itel pela SED, houve um erro justamente ligado à data do contrato com a empresa de Baird. Na época, a Secretaria de Estado de Educação chegou a retificar a informação no Diário Oficial “por ter constado incorreção no original”.


A assessoria de imprensa do governo estadual prometeu informar os detalhes do termo aditivo assim que obtivesse a informação.

Jornal Midiamax