Política

Vereadores da cidade de Dourados em liberdade promovem hoje 1ª sessão pós-escândalo

Forte aparato policial foi montado na entrada da Câmara para proteger os vereadores; operação da PF pôs 9 dos 12 parlamentares na cadeia por conta de envolvimento em corrupção

Arquivo Publicado em 09/09/2010, às 11h54

None

Forte aparato policial foi montado na entrada da Câmara para proteger os vereadores; operação da PF pôs 9 dos 12 parlamentares na cadeia por conta de envolvimento em corrupção

Ao menos 300 pessoas já estão no auditório da Câmara dos Vereadores de Dourados, onde acontece hoje a primeira sessão após o escândalo que pôs 9 dos 12 parlamentares na cadeia por conta de suposto envolvimento em esquema de corrupção. Um forte aparato policial foi convocado para acompanhar a movimentação.


Dos 12 vereadores, apenas 1, a vereadora Délia Razuk, do PMDB, não foi indiciada por participação na quadrilha que fraudava licitações públicas.


O prefeito da cidade, Ari Artuzi, do PDT, seria o chefe da organização. Até agora, quatro vereadores permanecem presos. É possível que oito parlamentares participem da sessão.


Quatro viaturas da Polícia Militar e quatro da Guarda Municipal estão estacionadas em frente ao prédio da Câmara. As pessoas que entram no local têm sido revistadas pelos seguranças. A sessão deve começar às 9h.

Jornal Midiamax