Política

Vereador entra em presídio para notificar Artuzi

Prefeito afastado é alvo de comissão processante que pode cassar seu mandato; vice-prefeito Carlinhos Cantos também está sendo notificado

Arquivo Publicado em 29/10/2010, às 13h25

None

Prefeito afastado é alvo de comissão processante que pode cassar seu mandato; vice-prefeito Carlinhos Cantos também está sendo notificado

O vereador Laudir Manureto (PMDB) presidente da Comissão Processante contra o prefeito afastado de Dourados Ari Artuzi (sem partido) entrou há pouco no Presídio Federal de Campo Grande para notificar o prefeito. As investigações da comissão processante podem culminar na cassação de Artuzi. Também é alvo de uma comissão processante na Câmara de Dourados o vice-prefeito Carlos Roberto Assis Bernardes, o Carlinhos Cantor.

Cantor e Artuzi são denunciados por quebra de decoro no exercício das funções públicas por envolvimento nas Operações Brothers, Owari e Uragano deflagradas pela Polícia Federal e que investiga denuncias de corrupção na prefeitura de Dourados.

Laudir entrou no presídio federal acompanhado do advogado da Câmara para notificar Artuzi que a exemplo de Cantor que está na penitenciária de Dourados terá também dez dias para se defender das acusações relatadas nas comissões processantes.

Artuzi está no presídio federal desde o dia 21 de outubro. Ele que estava provisoriamente na sede Garras (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Sequestros) foi devolvido à Polícia Federal. Um dos motivos da entrega do preso à PF foi descoberto de plano de suposto atentado contra o prefeito na delegacia. Uma hipótese é de que ele poderia ser alvo de envenenamento. Saiba mais nas notícias relacionadas.

Jornal Midiamax