Política

Senador do PMDB: André abrir sigilo bancário não resolve, pois propinas eram pagas em dinheiro

O senador Valter Pereira, do PMDB, apareceu no programa eleitoral da coligação “A Força do Povo” desta segunda-feira (27) e acusou o governador André Puccinelli de ter traído a população, o partido e o presidente Lula. Valter Pereira afirmou que André Puccinell desrespeitou a orientação do PMDB nacional ao apoiar José Serra, e foi desleal com o […]

Arquivo Publicado em 27/09/2010, às 23h00

None

O senador Valter Pereira, do PMDB, apareceu no programa eleitoral da coligação “A Força do Povo” desta segunda-feira (27) e acusou o governador André Puccinelli de ter traído a população, o partido e o presidente Lula.


Valter Pereira afirmou que André Puccinell desrespeitou a orientação do PMDB nacional ao apoiar José Serra, e foi desleal com o presidente Lula, usando as obras do Governo Federal como se fossem feitas pelo governo estadual.


O senador ainda disse que Puccinelli cometeu uma “traição” contra a população ao dar casas “para cupinchas”, em detrimento de quem realmente merece.


Sem falar diretamente sobre o escândalo de propinas no Parque dos Poderes, Valter lembrou que a Assembléia Legislativa do estado não permitiu uma investigação sobre enriquecimento ilícito do atual governador, pedida pelo Superior Tribunal Eleitoral.


“Como podemos confiar em deputados acusados de ganhar propina na Assembléia”, questionou o senador. Valter Pereira ainda disse que a abertura dos sigilos bancários de Puccinelli não resolvem as suspeitas. “Se ele recebia em dinheiro, como pode a quebra de sigilo bancário mostrar a entrada desta propina”, explicou.


Valter afirmou ainda que, seguindo orientação nacional do PMDB, apóia Zeca do PT para governador, Delcídio e Dagoberto para o Senado e Dilma Rousseff para presidência.

Jornal Midiamax