Política

PT mostra Puccinelli distribuindo casas entre aliados e autorizando: “pode pôr cupincha!”

O governador André Puccinelli, candidato à reeleição, foi flagrado distribuindo casas populares entre vereadores do interior e autorizando a entrega de unidades habitacionais construídas com dinheiro público para "cupinchas", termo que ele usou.

Arquivo Publicado em 08/09/2010, às 23h03

None

O governador André Puccinelli, candidato à reeleição, foi flagrado distribuindo casas populares entre vereadores do interior e autorizando a entrega de unidades habitacionais construídas com dinheiro público para “cupinchas”, termo que ele usou.

A coligação “A Força do Povo” mostrou no programa eleitoral gratuito desta quarta-feira (8) o governador André Puccinelli, candidato à reeleição pelo PMDB, distribuindo casas populares entre vereadores do interior que considera aliados e autorizando publicamente a entrega de unidades habitacionais construídas com dinheiro público para “cupinchas”, termo que ele usou.


No vídeo exibido, o governador de Mato Grosso do Sul é flagrado durante uma solenidade explicando como as casas construídas com dinheiro dos contribuintes seriam distribuídas. “Vamos dar dez casas para cada vereador indicar. Vou dar um pedacinho pro Vando, que é vice-prefeito”, disse publicamente.


Puccinelli ainda impôs regras para os aliados serem agraciados com as casas distribuídas pelo programa de moradia popular do Governo Estadual. “Se você se comportar e os vereadores se comportarem, vão bem e nós vamos fazer uma parceria aqui. (…) quantos vereadores nós temos aqui da nossa base? Vamos tentar recuperar todos. Se não recuperar, corta fora”, ameaça.


“Tio André” ensina: “Pode dar para cupincha”


“O tio André aqui vai colocar os critérios que tem”, graceja o governador, supostamente ignorando processos de sorteio público ou respeito às prioridades elencadas nos programas sociais de moradia. Mas o trecho mais polêmico do discurso de Puccinelli é quando ele autoriza literalmente os aliados a distribuírem as casas populares entre “cupinchas”.


“Pode por o cupincha? Pode”, ensina o governador que ainda arremata: “Pode por o cupincha. Não tem problema nenhum!”.


“Não é honesto”, diz Lula


A coligação petista ainda exibiu as críticas que o Presidente Lula fez a André Puccinelli por ele, de acordo com o presidente, usar obras realizadas com dinheiro federal, como as moradias populares, como se fossem realizações do governo estadual. “Não é honesto, não é justo”, disse Lula sobre o governador quando esteve em Campo Grande.


O candidato Zeca do PT falou sobre a crise política em Dourados e condenou o uso de recursos públicos para favorecimento de “quem quer que seja”. Ele ainda parafraseou Lula dizendo que o modo de agir exibido “não é honesto, não é justo, não é ético”.


A candidata a vice-governadora da coligação, Tatiana Azambuja Ujacow, também criticou duramente as declarações de Puccinelli exibidas no vídeo. “Isso é atitude de um governo sério? Enquanto o povo fica na fila esperando, as casas são divididas entre os seus cupinchas? É por isso que as famílias que mais precisam demoram tanto para receber as casas”, questionou Tatiana.


Moradores apresentados como quem espera a entrega de casas populares, quase todos morando em barracos, também foram ouvidos falando sobre a necessidade que têm de receber moradia.


Sorteio Público

Na sequência, Zeca do PT comenta a esperança dos cidadãos em ter o próprio lar e repudia o mecanismo adotado pelo adversário. Prometeu acabar com a utilização política na habitação e anunciou o sorteio público nas cidades para a escolha dos contemplados.


André só se manifesta após ver o vídeo


Do lado do governador André Puccinelli, a assessoria de campanha disse por telefone que somente se manifestará sobre as declarações gravadas do governador após ver o conteúdo do vídeo. A coligação que veiculou o material também foi procurada pela reportagem para dar mais detalhes sobre o vídeo, mas não foi encontrada.

Jornal Midiamax