Política

PMDB estará todo em um mesmo palanque em MS, diz Marun

O secretário estadual de Habitação, deputado estadual licenciado Carlos Marun acredita que seu partido, o PMDB, estará todo unido em um mesmo palanque, defendendo um único nome à presidência da República nas eleições de outubro. A avaliação é uma resposta ao questionamento do Midiamax sobre o possível apoio do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) à ministra […]

Arquivo Publicado em 26/01/2010, às 16h01

None

O secretário estadual de Habitação, deputado estadual licenciado Carlos Marun acredita que seu partido, o PMDB, estará todo unido em um mesmo palanque, defendendo um único nome à presidência da República nas eleições de outubro. A avaliação é uma resposta ao questionamento do Midiamax sobre o possível apoio do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) à ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff à sucessão de Lula.


“É claro que a opinião de Nelsinho é relevante e vai ser levada em conta. Porém, tenho certeza de que ele estará onde o PMDB estiver. Estaremos todos juntos”, afirma o secretário.


Enquanto Nelsinho demonstra uma preferência, o governador André Puccinelli permanece em silêncio sobre o assunto. Postura que Marun considera correta. “Ele tem que aguardar as definições nacionais”, apoia.


Contudo, até aqui, apostou-se que André não faria outra escolha que não o governador de São Paulo, José Serra pré-candidato à presidência pelo PSDB.


André está sob a ameaça do BDR (Bloco Democrático Reformista) composto por PSDB, DEM e PPS, seus antigos aliados. Na hipótese de André não dar palanque a Serra, o grupo lança a senadora Marisa Serrano (PSDB) a governadora.


Marun diz que, pessoalmente, não tem opinião formado sobre o apoio do PMDB de MS nas eleições presidenciais.


“Eu acho que temos motivos para apoiar o Serra já que os partidos do bloco são nossos antigos aliados. Por outro lado, há fatores que nos aproximam de Dilma como a decisão do PMDB nacional de se aliar a ela. Assim temos razões para ficar com os dois lados”, avalia.


Marun aguardará a manifestação do governador e de seu partido para se posicionar. “Mas, o que importa é que seja para onde for, estaremos todos juntos”, reitera.

Jornal Midiamax