Política

Investigado por infidelidade no PP, vereador exalta Puccinelli em evento

O vereador Lídio Lopes (PP), investigado por infidelidade partidária pelo partido, após se defender que não tinha feito campanha contra a coligação que fazia parte, “A força do povo” participou na noite de hoje do evento de apoio a candidatura de José Serra (PSDB). Contrariando as diretrizes nacionais e estaduais do PP, que já indicou […]

Arquivo Publicado em 22/10/2010, às 23h55

None

O vereador Lídio Lopes (PP), investigado por infidelidade partidária pelo partido, após se defender que não tinha feito campanha contra a coligação que fazia parte, “A força do povo” participou na noite de hoje do evento de apoio a candidatura de José Serra (PSDB).

Contrariando as diretrizes nacionais e estaduais do PP, que já indicou apoio a candidata do PT, Dilma Roussef, ele pediu votos para Serra e disse o governador André Puccinelli foi vítima “da oposição” e que “a verdade prevaleceu com reeleição de Puccinelli” durante a campanha.

Ele também entregou ao governador um DVD com depoimentos de apoio de líderes religiosos da denominação da qual faz parte ao presidenciável José Serra.

Lídio explicou a reportagem que participou do evento como “pastor da igreja, e não como vereador. A denominação que eu faço parte apóia o Serra, foi uma escolha deles”, afirmou Lídio.

Sem dizer o nome de qual candidato a presidência ele faz campanha, o vereador disse aos jornalistas que ali ele não estava como político. “Eu não vim como vereador, fui até anunciado como pastor”, desculpou-se demonstrando constrangimento.

Procurado por nossa reportagem, o presidente do PP, deputado federal Antonio Cruz, se disse surpreso com a presença do partidário no local.

“Eu não sabia que ele iria ao evento, fiquei sabendo agora pelos jornalistas”, disse ele. Cruz informou que poderá se posicionar sobre o assunto somente na segunda-feira (25).

“Vou ler as reportagens e apurar os fatos para então tomar uma decisão”, afirmou.

Jornal Midiamax