Política

Geraldo Resende diz que ‘tendência’ nacional é PMDB se unir ao PT

O deputado federal Geraldo Resende, do PMDB, disse hoje em Campo Grande, que viu como ‘saudável’ a atitude do presidente do partido, Esacheu do Nascimento, em criticar a suposta intenção do prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, inclinado a apoiar a ministra Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência da República. Contudo, o parlamentar acha […]

Arquivo Publicado em 25/01/2010, às 18h59

None

O deputado federal Geraldo Resende, do PMDB, disse hoje em Campo Grande, que viu como ‘saudável’ a atitude do presidente do partido, Esacheu do Nascimento, em criticar a suposta intenção do prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, inclinado a apoiar a ministra Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência da República.

Contudo, o parlamentar acha que a tendência mais provável é que a cúpula do PMDB feche mesmo acordo com os petistas e abandone a ideia defendido por uma minoria do partido, que é a de lançar candidatura própria. A opinião de Resende mexe com os interesses nacionais, não estadual que, no caso ruma para um embate envolvendo os dois partidos.

“Vamos aguardar até a convenção, vamos aguardar [abril]”, disse Resende, que nesta tarde participa de evento na Assomasul, entidade que cuida dos interesses dos prefeitos.

Nascimento disse ao Midiamax que o prefeito Nelsinho “é livre para se expressar, mas tem que se submeter à vontade da maioria do partido que é de ter candidato próprio”.

Até agora o prefeito de Campo Grande não disse sim nem não ao apoio a Dilma. Contudo, tem recebido agrados do governo Lula. Semana passada, por meio de linha de crédito, o governo federal liberou R$ 55 milhões para a prefeitura aplicar no trânsito urbano.

Jornal Midiamax