Política

Dirigente “convidará” militantes ligados a Rigo a deixar PDT

Presidente regional do PDT, o deputado federal Dagoberto Nogueira, mencionou hoje que pretende construir o que ele chama de “novo PDT” em Mato Grosso do Sul. Para isso, “convidará” filiados ligados a ex-lideranças do partido como Ary Rigo e Onevan de Matos a deixar a sigla. Dagoberto diz que planeja atrair novos militantes para a […]

Arquivo Publicado em 25/10/2010, às 15h42

None

Presidente regional do PDT, o deputado federal Dagoberto Nogueira, mencionou hoje que pretende construir o que ele chama de “novo PDT” em Mato Grosso do Sul. Para isso, “convidará” filiados ligados a ex-lideranças do partido como Ary Rigo e Onevan de Matos a deixar a sigla. Dagoberto diz que planeja atrair novos militantes para a legenda.


“É claro que há casos e casos. Tem militantes que eram ligados a Rigo, por exemplo, mas que tem identificação com o PDT. Estes podem ficar e trabalhar conosco”, afirma sem mencionar nomes. Rigo comandou o PDT até setembro do ano passado quando foi deposto da presidência da legenda por influência de Dagoberto. Semanas depois, Rigo se desfiliou levando com ele Onevan de Matos e o também deputado Ivan de Almeida.


No ano que vem, o PDT deve cuidar dos casos de infidelidade partidária. Dagoberto ainda não tem o quantitativo de filiados que podem responder processo interno por terem apoiado candidatos de partidos fora da coligação em que o PDT estava inserido.


“Vou ter que viajar o Estado e conversar sobre o assunto em cada diretório”, disse. Em Campo Grande, o vereador Loester Nunes, por exemplo, declarou apoio à reeleição do governador André Puccinelli (PMDB) quando o PDT apoiava Zeca do PT. “Acho que o Paulo Pedra é que vai ter que resolver isso”, disse se referindo ao vereador e presidente do PDT de Campo Grande ao qual Loester é filiado.

Jornal Midiamax