Política

11 dos 12 vereadores de Dourados participavam de esquema

Délia Rakuk, do PMDB, é a única entre os 12 vereadores de Dourados que não aparece como integrante do esquema de fraude em licitações chefiado pelo prefeito da cidade, Ari Artuzi, do PDT. Na operação Uragano, da Polícia Federal, imposta na quarta-feira, 9 dos 12 vereadores foram presos. Comunicado emitido hoje pela PF afirma que […]

Arquivo Publicado em 03/09/2010, às 16h21

None

Délia Rakuk, do PMDB, é a única entre os 12 vereadores de Dourados que não aparece como integrante do esquema de fraude em licitações chefiado pelo prefeito da cidade, Ari Artuzi, do PDT. Na operação Uragano, da Polícia Federal, imposta na quarta-feira, 9 dos 12 vereadores foram presos.

Comunicado emitido hoje pela PF afirma que os vereadores Gino Ferreira, do DEM e Dirceu Longhi, do PT, que não foram detidos durante a operação, mas prestaram depoimentos e, ao final, saíram da delegacia indiciados por suposto envolvimento no esquema.

Isso quer dizer que a Câmara de Dourados pode sofrer uma renovação de quase cem por cento. Os vereadores implicados no esquema devem ser substituídos por seus suplentes.

O prefeito Artuzi, o vice Carlinhos Cantor e os vereadores permanecem detidos.

Jornal Midiamax